V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Conheça alguns tipos de metodologias ativas que podem ser aplicadas no EAD

Gamificação, cultura maker e aprendizado por problemas são algumas dessas metodologias

às 14h24
Foto:Freepik
Foto:Freepik
Compartilhe:

Metodologias ativas consistem em estratégias para promover a aprendizagem que utiliza cenários reais ou simulados que estimulam a resolução de problemas vinculados à sua prática profissional. Essas estratégias podem ocorrer de forma presencial, virtual ou híbrida, de forma síncrona ou assíncrona. Algumas dessas metodologias são:

  1. Gamificação

A gamificação é um dos principais métodos de aprendizagem ativa utilizados hoje, tanto na educação acadêmica quanto na gestão da aprendizagem corporativa.

Trata-se, essencialmente, de trazer elementos comuns a videogames (como desafios, regras, narrativas e storytelling em geral). Desse modo, é possível expor os alunos a problemas baseados em diferentes situações, disponibilizando recursos diferenciados para que possam resolvê-los.

  1. Cultura maker

A cultura maker é baseada nos princípios do “do it yourself” ou “faça você mesmo”.

Na prática, quando se fala da cultura maker na educação, fala da apresentação de problemas e recursos para resolvê-los. Assim, de maneira intuitiva, os alunos devem criar as soluções por si só, utilizando os conhecimentos aprendidos em sala de aula.

  1. Aprendizado por problemas

A aprendizagem baseada em problemas permite que os alunos exerçam o aprendizado a partir de desafios. Ao encarar situações em determinados conceitos, é necessário trabalhar com criatividade e reflexão. Os cenários podem sugerir problemas técnicos ou subjetivos, em que diferentes habilidades podem ser necessárias. Sejam técnicas ou emocionais, elas dificilmente são assimiladas por meio de livros ou manuais.

  1. Estudo de casos

Com estudos de casos, os estudantes são expostos a problemas reais, de modo que possam analisá-los por inteiro (como uma situação real) e, entre si, discutir as possibilidades de solucioná-los.

Esses casos são relatos construídos de tal modo a estimular o pensamento analítico e sistêmico.

  1. Aprendizado por projetos

A aprendizagem baseada em projetos trata de um mecanismo que propõe aos alunos identificarem uma situação que não necessariamente é um problema, mas pode ser melhorada, criando uma solução que segue uma linha de raciocínio de “o quê?”, “para quem?”, “para quê?” e “de que forma?” 

Complementando a aprendizagem por problemas, essa abordagem estimula o trabalho em equipe e possibilita a descoberta de aptidões que podem ser um diferencial para o empreendedorismo e o mercado de trabalho.

  1. Sala de aula invertida

A sala de aula invertida é uma das metodologias ativas de aprendizagem que contam com o auxílio da tecnologia, transformando qualquer ambiente em um espaço dedicado ao estudo. Seja em casa, na rua, ou nos meios de transporte, por exemplo, é possível acessar o conteúdo previamente, disponibilizado nas plataformas de ensino. 

Dessa forma, o tempo da aula pode ser usado para discussões e debates sobre o tema, em vez de somente a transmissão do conteúdo.

Leia também: Critérios que precisam ser avaliados antes de escolher um curso EAD

Compartilhe: