V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Paimi no Dia das mães

Grupo do Paimi participaram de oficina artesanal de ecodesign e aprenderam que é possível até ganhar uma renda extra ao reciclar material

às 21h43
Em homenagem ao dia das mães, o Programa Conduta consciente organizou um encontro ao ar livre com as meninas do Programa de Assistência Integral à Melhor Idade – Paimi – da Universidade Tiradentes na última segunda-feira, 08, para uma oficina artesanal de ecodesign.
Darci Rezende (fundo à esq) se sente bem enquanto fazia um espírito santo com fuxico no cd
Darci Rezende (fundo à esq) se sente bem enquanto fazia um espírito santo com fuxico no cd
Coordenadora do Paimi Zulnara Mota e o maestro Elias dos Santos
Julia Laudislau: "adorei fazer esse mimo!"
Oficina de ecodesign foi com Wecsley Curupira
Compartilhe:

Pedaços de tecido, cd’s e papel que geralmente seriam descartados foram matérias-primas para as produções do grupo comandadas por Wecsley ‘Curupira’ Oliveira.

A coordenadora do Conduta Consciente, professora Luciana Rodrigues, conta que a prática estimula a criatividade, melhora a qualidade de vida por ser uma oficina ao ar livre, aliando a questão da saúde e meio ambiente que tem tudo a ver. “Como domingo é dia das mães, pensamos em ofertar uma oficina para que elas possam até agregar uma renda extra, caso queiram levar o artesanato a sério”, lembra.

“Cheguei com a pressão alta mas como estou distraindo, já baixou porque esse serviço relaxa, fico tranquila e esqueço os problemas lá fora. Gosto de fazer de atividades assim de artesanato e está sendo maravilhoso por conta da união completa, amizade, aprendizado e terapia que é o que o Paimi oferece e sempre me faz bem”, contou Darci Rezende enquanto fazia um espírito santo com fuxico no cd.

Para a coordenadora do Paimi, professora Zulnara Mota, o evento é um presente às mulheres do grupo pelo dia das mães. “O meio ambiente agradece e a criatividade também porque é terapia ocupacional. A atividade poderá engrossar a renda familiar e tudo aquilo que vem contribuir e proporciona prazer, satisfação, é bem-vindo”, conta.

Coral do Paimi

Após a oficina, as meninas do Paimi foram apresentadas ao maestro e pesquisador em Educação pela Unit Elias dos Santos. “A proposta é reativar o grupo do coral e como trabalho com regência coral e experiência na terceira idade e trabalhar o canto na terceira idade, que tem papel significativo no que diz respeito ao papel de inclusão social do idoso, pela educação auditiva e relações interpessoais que adquirem durante a prática”, afirma.

“Canto coral é apaixonante, geralmente sentem muito prazer ao produzir música”, reforça o maestro.

Compartilhe: