V E S T I B U L A R 2017.2
MENU

Projeto objetiva descobrir talentos para o esporte em Sergipe

Orientação da Vocação Esportiva e detecção do talento esportivo é o título da palestra proferida na manhã do sábado, na Unit

às 19h08
Professores de Educação Física que atuam nas escolas da Rede Pública participaram na manhã do sábado, 15, de uma palestra proferida pelo professor doutor Estélio Dantas no auditório do bloco G, Campus da Farolândia.
O professor Estélio Dantas e o Coordenador de Relações Públicas, orge Vinícius
O professor Estélio Dantas e o Coordenador de Relações Públicas, orge Vinícius
Professores durante o seminário
Compartilhe:

Durante palestra que contou com a participação do Presidente do Conselho Regional de Educação Física, Gilson Dória falando sobre a entidade, foi apresentado pelo professor Estélio Dantas aos profissionais da área o projeto que será desenvolvido dentro das escolas sergipanas. O projeto explica como será a política brasileira de orientação desportiva e detecção de talentos e tem o Estado de Sergipe como pioneiro nessa descoberta.

“O projeto nasce muito forte porque tem o apoio do Ministério do Esporte e do Comitê Olímpico Brasileiro e é a primeira tentativa que o Brasil faz de não perder novos talentos”, salienta o professor Estélio. O docente destaca que o todo o estudo piloto será feito no Estado de Sergipe tornando-o pioneiro. “O estudo piloto inicia em agosto e no próximo ano todo o Estado de Sergipe será mapeado”, acrescenta o docente.

Após a apresentação do projeto os professores desenvolveram práticas que apontaram como seus alunos farão a partir de agosto nas escolas.

Para o Coordenador de Relações Públicas da Unit, Jorge Vinícius Ferreira Barros é muito importante a interação que se estabelece entre os profissionais da Educação Física e a universidade. “Acredito que a universidade como fomentadora de pesquisa tem muito a oferecer no desenvolvimento desse projeto e fortalece esse tipo de ação ao integrar sua prática com a sociedade porque através dos professores da rede pública é possível potencializar ainda mais as ações necessárias ao desenvolvimento coletivo”, finaliza Jorge.

Compartilhe: