V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Projeto-piloto alerta sobre os perigos da exposição nas mídias

Graduandos, mestrandos e doutorandos de Educação da Unit executam projeto-piloto extensionista em escola da rede estadual

às 21h35
Sob a coordenação e orientação da professora Andrea Karla Nunes o projeto intitulado “Utilizando o Facebook: cuidado com a exposição... O mundo está lhe observando” repercutiu positivamente após sua aplicação entre jovens estudantes do ensino médio que frequentam o Colégio Estadual 8 de Julho, localizado no Conjunto Castelo Branco.
Os alunos contam suas experiências com o Facebook
Os alunos contam suas experiências com o Facebook
A professora Andrea seus orientandos e dois adolescentes empolgados com o projeto
A diretora do colégio, professora Sandra Cristina
Compartilhe:

O projeto é fruto de uma pesquisa realizada em oito escolas sergipanas, onde foi percebido que a rede social mais acessada pelos adolescentes é o Facebook. “Constatado o fato, surgiu a inquietação de saber de que forma esses jovens utilizam essa poderosa ferramenta que divulga sua identidade. Nesse sentido, convidei alguns alunos para a execução desse projeto de extensão integralmente apoiado pela Secretaria de Estado da Educação, por meio da sua Divisão de Tecnologia do Ensino, para sua aplicação de forma pioneira aqui no Colégio 8 de Julho”, explica a professora Andrea, surpresa com os relatos dos jovens sobre a utilização quase sempre incorreta e comprometedora do Facebook e esperançosa de que, pela excelente repercussão, o projeto se transforme em um programa e passe a ser aplicado em toda a rede estadual.

David Lopes, aluno do 6º período de Publicidade e Propaganda, se mostra empolgado com a experiência de ouvir relatos de jovens sobre um tipo de mídia social que está inserida no seu cotidiano como futuro profissional. “É um olhar diferente sobre uma ferramenta que vou utilizar bastante”, pondera.

Aluna do 7º ano do ensino médio, Alessandra Silva Bispo, 13 anos, está empolgada com as informações recebidas. “Está mostrando coisas que eu não sabia e informando sobre o jeito certo porque até a maneira como a gente curte pode dar cadeia e eu não sabia disso”, diz ela convicta de que necessita ser cautelosa a partir de agora quando acessar o Facebook.

O mestrando em Educação Emerson Lima integra o projeto e observa que este é de extrema importância para esclarecer os jovens sobre os cuidados que devem ter na utilização das mídias sociais. “Vivemos numa época onde as pessoas não entendem que quando disponibilizam algo na internet estão se expondo para o mundo inteiro. E a partir de agora, temos leis específicas que penalizam os crimes cometidos”, argumenta ele salientando a importância de trazer a realidade para os adolescentes, que muitas vezes não entendem que são responsáveis por suas atitudes.

A professora Sandra Cristina Santos Menezes Nunes dirige o Colégio Estadual 8 de Julho há cerca de dois anos. Responsável por 220 estudantes, a docente se mostra satisfeita por ter sido a sua unidade educacional escolhida para a aplicação do projeto pioneiro.

“O projeto alerta a juventude sobre os cuidados com a utilização das mídias. Trabalhamos com adolescentes e muitas vezes observamos que os pais não têm conhecimento nem interesse de manusear o celular dos seus filhos para saber como eles estão se relacionando nas redes sociais, principalmente as meninas, que têm maior exposição através de fotografias”, pondera a diretora.

Compartilhe: