V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit participa da expedição Rondon 2018 em Alagoas

Instituição sergipana participa pela sexta vez da maior ação extensionista brasileira no âmbito acadêmico

às 19h29
Aprovado em 4º lugar em nível nacional, o projeto apresentado pela IES sergipana será executado por oito acadêmicos e dois professores no município alagoano de Porto de Pedras, entre 12 e 30 de julho.
Durante a reunião os rondonistas se familiarizam com as ações
Durante a reunião os rondonistas se familiarizam com as ações
O concludente de Enfermagem Jadson está seguro de que poderá desenvolver um bom trabalho
Compartilhe:

A expedição do Projeto Rondon 2018 que acontece em julho em Alagoas, conta com a participação de uma equipe formada por professores e alunos da Unit.

Intitulada Operação Palmares ela representa excelente oportunidade para que representantes da IES sergipana possam colaborar com ações extensionistas.

Durante 15 dias consecutivos, a equipe da Universidade Tiradentes formada por dois professores e oito acadêmicos vivenciam a experiência de integrar a equipe sergipana na expedição do Projeto Rondon.

Trata-se de um projeto criado em 1967 pelo Ministério da Defesa hoje desenvolvido juntamente com o Exército, Aeronáutica e Marinha em parceria com governos estaduais, municipais e instituições de ensino superior públicas e privadas.

Da primeira expedição, também chamada de Operação Piloto ocorrida há 51 anos, participaram alunos e professores da Universidade do Estado da Guanabara (atual Universidade do Estado do Rio de Janeiro), da Universidade Federal Fluminense e da PUC do Rio de Janeiro.

“A expectativa é muito grande pelos resultados que são sempre obtidos”, disse a professora Ana Célia Góes Melo Soares durante reunião realizada na tarde dessa terça-feira, 27.

O encontro entre a coordenadora da equipe e os oito alunos selecionados ocorreu com o propósito de dar conhecimento aos acadêmicos sobre as ações que serão desenvolvidas junto à comunidade de Porto de Pedras.

“O projeto preconiza que você trabalhe os agentes multiplicadores para que as ações desenvolvidas permaneçam na cidade”, lembra a coordenadora do projeto que segue em companhia do professor adjunto Marcos Vinícius da Silva.

Única representante do curso de Direito, Daniela Cupertino dos Santos se sente em condições de colaborar com o projeto uma vez que já possui experiência como estagiária na área criminal e de execuções penais.

“Vejo que são áreas que necessitam muito de pessoas preocupadas em melhorar a ressocialização e espero poder contribuir”, revela.

“Esse é meu último projeto dentro da instituição, uma vez que já estou em fase de conclusão do curso; por isso, espero contribuir da melhor forma para a promoção da saúde de uma população que é reconhecidamente carente de atenção especial”, revela o concludente de Enfermagem Jadson Nilo Pereira Santos.

Além de  Daniela e Jadson, integram a equipe sergipana para a expedição do Projeto Rondon 2018 os acadêmicos: Alexandra Araújo Vieira do Nascimento, Educação Física;  Bruna Henriques de Santana, Erick Sobral Porto e Loise Náder Santos Silva, Medicina; Sângela Maria Galvão Martins, Enfermagem; e Silvaneide Nascimento Santos, Serviço Social.

Compartilhe: