V E S T I B U L A R UNIT
MENU

PROMOB reúne pesquisadores na Unit

Até a próxima terça-feira, 14, estudiosos da Educação avaliam de que forma podem contribuir para os avanços na área

às 19h12
O encontro entre professores e pesquisadores de três conceituadas IES brasileiras acontece com o objetivo de colocar em evidência temas de interesses comuns relacionados à educação
A mesa é composta pela coordenação e professores convidados
A mesa é composta pela coordenação e professores convidados
Pesquisadores discutem a Educação
Alguns dos participantes registram suas presenças
Compartilhe:

Pesquisadores integrantes do Programa de Estímulo à Mobilidade e ao Aumento da Cooperação Acadêmica da Pós-Graduação em Sergipe (Promob Capes/Fapitec), juntamente com pesquisadores da FAE/UMG e PPGE/UFSC, participam na tarde desta sexta-feira, 10, da solenidade de abertura da programação que destaca o projeto desenvolvido por meio do Programa Moderno, Modernidade, Modernização: a educação nos projetos de Brasil séculos XIX e XX.

O Promob é um Programa de estímulo à mobilidade e ao aumento da cooperação acadêmica da pós-graduação financiado pela Fapitec/SE – Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe – e busca promover um intercâmbio cultural e científico entre estudantes de diferentes universidades do país; além disso, tem como objetivo principal estabelecer uma cooperação técnica entre os pesquisadores, compreendendo que a interação entre os estudantes possibilita o desenvolvimento de projetos inovadores, ampliando a formação de mestres e doutores e contribuindo para o avanço da pesquisa científica.

Ao discorrer sobre o Programa Moderno, Modernidade, Modernização: a educação nos projetos de Brasil séculos XIX e XX, o professor da UFMG Luciano Lins de Farias Filho ressaltou o apoio que a Capes e Fapitec dão à pesquisa. “O estabelecimento de relações institucionais de intercâmbio entre as diversas universidades brasileiras contribui para que a gente reforce os vínculos e a qualidade da pesquisa no Brasil. E isso tem a ver com o projeto de pesquisas específico em várias áreas e, no nosso caso, na área da história de educação”, sugere o professor. Ele acrescenta que o fato de os alunos e professores fazerem intercâmbio e realizarem estudos e pesquisas nas diversas instituições corrobora para a comunidade de pesquisadores, que, por sua vez, têm como resposta imediata o aumento qualidade da produção científica.

“O Promob, como o próprio nome diz, tem a função de fazer com que professores e alunos das instituições participantes sejam mobilizados através de cursos e missões de pesquisas. A ideia é fazer com que nos envolvamos com instituições de representatividade nacional favorecendo, assim, os programas do estado de Sergipe”, explica a coordenadora do Promob, professora Raylane Navarro Barreto.

“Esse é um momento em que estamos reunindo alguns pesquisadores, através de um projeto financiado pela Fapitec, de mobilidade. Oportunidade em que os nossos pesquisadores e alunos estabelecem interlocução com outras universidades”, enfatiza a professora e diretora de Pesquisa da Universidade Tiradentes, Juliana Cordeiro Cardoso.

Compartilhe: