V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Curso de Gestão Ambiental: conheça as oportunidades que ele oferece

A formação em gestão ambiental prepara o aluno para que ele possa planejar, implementar e coordenar ações de preservação do meio ambiente nas empresas

às 20h37
Foto: Freepik
Foto: Freepik
Compartilhe:

A Gestão ambiental é uma atividade relacionada ao uso inteligente dos recursos naturais. Quem atua nesse segmento precisa ficar atento aos impactos que podem ser causados no meio ambiente para propor medidas capazes de reduzir os danos. Além disso, o profissional dessa área também precisa disseminar práticas sustentáveis. 

O gestor ambiental tem ainda a missão de equilibrar os interesses empresariais e as necessidades ecológicas, a fim de encontrar um denominador comum. Isso porque, dependendo do ramo em que o negócio está inserido, pode haver muitos processos nocivos à natureza, o que impõe desafios importantes para que as operações sejam realizadas de maneira a gerar o menor passivo ambiental possível. 

“O engenheiro ambiental pode trabalhar como funcionário na área de tecnologia relacionada ao meio ambiente, em empresas, também existem boas oportunidades nas áreas de recursos hídricos e geotecnia ambiental. Ainda existe a possibilidade de empreender, montar a própria empresa, e ser consultor para empresas nessa área”, explica o professor da Universidade Tiradentes (Unit), Douglas Monteiro.

Empresas que adotam a gestão ambiental saem na frente, isso porque a população está cada vez mais interessada em consumir produtos e serviços sustentáveis, as marcas que assumem condutas de preservação ambiental apresentam um diferencial competitivo no mercado. E isso não afeta somente a sociedade civil. As relações comerciais também ficam mais sólidas.  

“Considerando que todos os recursos naturais são finitos, e na maioria das vezes nós humanos tratamos como se fossem infinitos, a Gestão Ambiental tem fundamental papel na perpetuação da espécie, proporcionando as melhores práticas sustentáveis, no sentido de evitar áreas contaminadas, gerenciar os resíduos líquidos e sólidos de forma correta, estabelecer parâmetros seguros de emissão de poluentes (gases e poluição sonora), estimular coleta seletiva e reaproveitamento de materiais. Particularmente, considero esse assunto como um dos mais importantes da atualidade”, ressalta Douglas.

Formação em Gestão Ambiental

O curso de Gestão Ambiental da Universidade Tiradentes é oferecido na modalidade de Educação a Distância (EAD), onde o aluno aprende a garantir o uso racional de recursos naturais, com o objetivo de preservar a biodiversidade. A ideia é formar profissionais que possam trabalhar tanto na cidade quanto no campo, em áreas florestais degradadas. 

“O curso é tecnológico, tem duração de 2 anos. O aluno é inserido no seguinte contexto. Terá iniciação na elaboração de projetos ambientais, conhecerá a legislação ambiental brasileira e aspectos relacionados ao licenciamento ambiental, conhecerá aspectos relacionados à química e qualidade ambiental, indicadores de desempenho, gestão de resíduos, energias renováveis, sistemas tecnológicos ambientais, impactos ambientais e auditorias/perícias/certificações ambientais”, explica o professor tutor sobre o curso.

Mercado de trabalho

A área de Gestão Ambiental possui uma alta demanda e, por isso, também apresenta diversas oportunidades para o profissional. Conheça algumas possibilidades de atuação:

Consultoria ambiental- A consultoria engloba a realização de programas de tratamento de efluentes, planos de gerenciamento de resíduos e documentações necessárias para uma indústria ou empreendimento continuar em atividade. 

Educação ambiental- O profissional atua em empresas ou escolas para promover a conscientização ambiental e educação sobre boas práticas de reciclagem do lixo, manejo de resíduos e preservação.

Avaliação e recuperação de áreas degradadas- O gestor ambiental realiza investigações em determinadas áreas para verificar a qualidade de vida das pessoas, modos de produção e ganho de rentabilidade. A partir disso, ele pode estudar a maneira mais adequada de construir uma barragem no local, por exemplo, sem prejudicar muito a vida das pessoas.

Órgãos públicos- O mercado de trabalho em Gestão Ambiental também inclui as organizações governamentais, como secretarias de meio ambiente e o Ibama. Nesse caso, o gestor ambiental pode fiscalizar empresas, gerenciar programas educativos e propor novas políticas públicas.

Leia também: Gerontologia e Bem-Estar: a área que mais cresce no Brasil

Compartilhe: