V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit reforma instituição de assistência a crianças

Acadêmicos de Design de Interiores da Universidade Tiradentes intervêm em creche proporcionando melhor qualidade de vida a crianças da Farolândia

às 19h36
O piso foi substituído e as paredes pintadas
O piso foi substituído e as paredes pintadas
Brinquedos com produtos recicláveis
O jardim ganhou novo visual
Com material reaproveitável, alunos montaram o espaço de brincadeiras para as crianças
Os berços foram todos pintados e receberam colchões novos
Da esquerda para a direita, a professora Maria Luiza, Suely Amorim e Veruska Mármore
Compartilhe:

Árvores podadas, jardim decorado e com espaço para colocação de brinquedos produzidos com materiais recicláveis, sala específica para atividades recreativas, berços e paredes pintadas, colchões novos, piso revestido proporcionando uma melhor ambientação de convivência… Essa é a imagem da Escola Municipal de Educação Infantil Professora Joana Maria da Silva depois da reforma e intervenção feitas por alunos da disciplina Práticas Extensionistas do curso de Design de Interiores.

Supervisionados pela professora Maria Luiza Heine, os acadêmicos optaram por intervir na creche localizada na Rua Carlos Gomes, 180, que é mantida pela prefeitura municipal de Aracaju e atende a 62 crianças na faixa etária de 1 a 3 anos em regime integral.

“Foi um trabalho coletivo bastante significativo realizado durante cerca de dois meses com resultados surpreendentes, que cumpriu os objetivos tanto no aspecto profissional como de atenção à comunidade”, diz a professora Maria Luiza Heine, reconhecendo que seus alunos fizeram muito mais do que era a proposta inicial. “Eles poderiam apenas criar uma ambientação, pintar uma parede e isso já era suficiente. No entanto, foram além fazendo muito mais do que deveriam”, complementa satisfeita a docente.

A acadêmica do 2º período Veruska Mármore e Silva se sente privilegiada pela oportunidade de realizar o trabalho de intervenção na creche em companhia dos seus colegas. “Estou realizada! No começo era um sonho e quando surgiu a proposta eu achei muito bom porque a extensão universitária representa a melhor maneira de nós colocarmos em prática tudo o que aprendemos em sala de aula”, opina.

Para a diretora da creche, Suely Amorim Aragão dos Santos, a ação dos alunos supervisionados pela professora Maria Luiza tem significado ímpar. “Fiquei muito entusiasmada e gratificada porque não imaginei que houvesse tamanho empenho por parte dos envolvidos em dar à nossa escola uma melhor aparência. O resultado foi uma transformação geral”, revela.

Compartilhe: