V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Basquete feminino da Unit chega à final invicta nos JUBs 2022

Atletas garantiram a vaga para a final do basquetebol feminino nos JUBs e sobem para divisão de ‘elite’ do campeonato

às 22h39
Compartilhe:

Na manhã desta sexta-feira, 23, a competição nos Jogos Universitários (JUBs) 2022 em Brasília se afunilaram ainda mais com a disputa das semifinais das modalidades coletivas. Com início às 10h30, a equipe de basquetebol da Universidade Tiradentes disputou a tão sonhada vaga na final com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Com o placar de 62×53, as meninas da Unit garantiram um lugar no pódio e disputam amanhã, 24, a grande final do basquete feminino da segunda divisão. 

Este ano, semelhante aos campeonatos de futebol nacional, os times no JUBs são separados em divisões, com acesso às séries mais altas e rebaixamento às divisões mais baixas. A primeira divisão e a segunda divisão contam com 8 times, cada, que são divididos em dois grupos. Os dois primeiros de cada grupo se classificam para a fase de mata-mata, em formato Olímpico. Os quatro não classificados disputam de 5º a 8º. Primeiro e segundo colocados das 2ª e 3ª divisões sobem. Os dois últimos da 1ª caem para a 2ª; enquanto sétimo e oitavo da 2ª são rebaixados para a 3ª divisão.

Com a conquista da vaga para a final, a equipe da Unit agora está na ‘elite’ do basquete universitário e disputará, a partir de 2023, a primeira divisão do campeonato. Porém, o caminho até a vitória não foi fácil para as 12 meninas que integram o grupo. Nesta manhã, por exemplo, o jogo foi difícil e com placar apertado até os segundos finais. Este foi o quarto jogo disputado pela equipe que segue invicta na competição. 

Letícia Ayres, estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, explica que a sensação de vitória se torna ainda maior ao saber que o time foi o primeiro a chegar na primeira divisão e de forma invicta. “Acredito que estamos fazendo um ótimo trabalho e viemos preparadas para tudo. E vamos dar nosso sangue para o jogo mais importante nesse JUBs”, relata.

A aluna conta que o que move a equipe é a união entre as jogadoras. Isso que está fazendo a diferença para termos conseguido esse resultado no campeonato. E agora na final vamos vir com esse mesmo espírito”. O técnico Rogério Souza concorda e afirma que o suporte entre as jovens, até mesmo as que não entram em quadra no jogo em questão, foi fundamental para uma campanha tão favorável.

Rogério também confessou estar sem palavras após a vitória de hoje. “Essas meninas estão comigo há muito tempo, treinei com elas desde a época escolar. Isso foi resultado de muito esforço e muito treino e graças a Deus nossas metas estão sendo alcançadas, mas, vamos com tudo em busca da medalha de ouro e de chegar na primeira divisão com um certo favoritismo”.

A integrante Gabriela Lima de França, é aluna de Tecnologia em Segurança da Informação, resume a conquista em uma palavra: felicidade. “Sempre lutamos para elevar o nome do nosso estado e, agora, da nossa Universidade! Acho que nossa força de vontade e nossa união são fatores muito fortes para estar onde a gente tá hoje”.

Leia mais: Tarde nos JUBs garante semifinais para modalidades coletivas

Compartilhe: