V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Curso de Enfermagem e SESMT realizam campanha de vacinação

As vacinas são contra hepatite B e difteria/tétano, doenças imunopreveníveis. Para se vacinar, é preciso apresentar a carteira de vacinação.

às 11h54
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

De 18 a 21 de outubro, o núcleo de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) da Unit Sergipe realiza em parceria com o curso de Enfermagem, campanha de vacinação contra hepatite B e difteria/tétano (dT). Por serem consideradas imunopreveníveis, as doenças possuem vacinas que fazem parte do calendário vacinal do adulto.

A iniciativa é realizada semestralmente e tem como objetivo imunizar a comunidade acadêmica e colaboradores da Unit. Além disso, reforça as ações de promoção à saúde. A ação acontecerá em diversos pontos do campus Farolândia e em outros locais da Unit. Confirma no cronograma abaixo:

  • Reitoria (campus Farolândia): 18/10, das 8h às 12h e das 14h às 17h
  • Reitoria, manutenção e bloco das coordenações (campus Farolândia): 19/10, 8h às 12h e das 14h às 17h
  • Callcenter (campus Centro): 20/10, das 8h às 12h e das 14h às 17h
  • Clínica Odontológica (campus Centro): 21/10, das 8h às 12h e das 14h às 17h

Para se vacinar, é importante a apresentação da carteira de vacinação.

Importância da vacinação

Muitas doenças comuns no Brasil e no mundo deixaram de ser um problema de saúde pública por causa da vacinação massiva da população. Poliomielite, sarampo, rubéola, tétano e coqueluche são só alguns exemplos de doenças comuns no passado e que as novas gerações só ouvem falar em histórias. Por isso é tão importante se vacinar e garantir a segurança em saúde para todos. 

De acordo com o Ministério da Saúde, o esquema básico de vacinação de adultos contra tétano é de três doses (iniciar ou completar o esquema, de acordo com situação vacinal), sendo recomendada a 2ª dose após um mês da aplicação da 2ª dose e a 3ª dose, seis meses depois da 1ª dose. Não há necessidade de reforço. 

Já o esquema básico da vacina contra difteria e tétano (dT) é de três doses (iniciar ou completar o esquema, de acordo com situação vacinal), com 60 dias de intervalos entre elas. O reforço deve ser a cada 10 anos ou em caso de ferimentos graves a cada cinco anos.

A vacinação protege você e a população, pois evita que doenças imunopreviníveis se espalhem. Por isso, mantenha seu cartão de vacinas atualizado.

Com informações do Ministério da Saúde

 

Leia também: Cobertura vacinal da população cai e preocupa especialistas

Compartilhe: