V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Doutoranda desembarca na UC Berkeley para último ano de doutorado

A doutoranda Tamires Menezes foi contemplada com a bolsa Doctoral Dissertation Research Award pela Fullbright Brasil.

às 13h39
Compartilhe:

A primeira aluna da Universidade Tiradentes (Unit), Tamires Menezes, a ser contemplada com uma bolsa de Doctoral Dissertation Research Award pela Fullbright Brasil, já desembarcou nos Estados Unidos. Ela fará o último ano de doutorado na Universidade da Califórnia (UC), em Berkeley. A instituição está entre as universidades que mais formaram e empregaram contemplados com o Prêmio Nobel no mundo e aparece em rankings como uma das três melhores em Engenharia do mundo.

“Eu cheguei antes que o período começasse na universidade. Foram dias para entender a cidade, conhecer a universidade e fazer toda a parte burocrática e de adaptação. O choque inicial com o inglês (não é simples ser você em outra língua), ser a primeira vez que moro sozinha, realmente assusta um pouco no início e ter esses dias antes para conseguir compreender o novo, foi essencial”, conta a doutoranda do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Processos (PEP/Unit).

As atividades de doutorado já iniciaram na universidade. “A UC é espetacular, não só em tamanho ou estrutura dos prédios, mas a arquitetura é de impressionar qualquer um. Realizei cursos e treinamentos de laboratório e equipamentos. Já estou frequentando o laboratório, e já realizei uma apresentação para todos do grupo, onde abordei o que desenvolvi no Brasil e o que pretendo desenvolver aqui. Além disso, o professor me inscreveu em um workshop treinamento de RMN no melhor centro de treinamento do mundo. As coisas aqui acontecem de forma bem acelerada. O que também é um desafio”, diz.

“Mas acredito que vou ter um crescimento pessoal sem igual. Minha expectativa vai além de melhorar meu inglês e meu crescimento profissional, aprendendo a operar novos equipamentos e ganhar knowhow [em tradução livre: saber fazer]”, considera Tamires.

Bolsa de estudos

Para ela, a bolsa é de extrema importância tanto para custear a estadia na cidade quanto para as atividades acadêmicas. “A bolsa Fullbright, além do enorme reconhecimento nos EUA, fornece uma vida digna para os estudantes, já que paga um valor bem mais alto que as financiadas pelo governo brasileiro. Além disso, oferece auxílios importantíssimos, por exemplo, o treinamento que vou fazer na UW Madison (National Magnetic Resonance Facility at Madison), que será todo custeado pela Fullbright. Então eu diria, que me proporciona a possibilidade de buscar e ganhar conhecimento”, afirma.

Com a experiência do doutorado sanduíche, Tamires visa encontrar resultados para o seu projeto: desidratação de gás natural contendo altos teores de CO2, utilizando estruturas metalorgânicas (MOFs), desenvolvido sob a orientação dos professores Cesar Costapinto Santana, Sílvia Maria Egues e Juliana de Conto. A doutoranda faz parte do Núcleo de Estudos em Sistemas Coloidais (NUESC) e do Laboratório de Síntese de Materiais e Cromatografia (LSinCrom), do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), na Unit.

Programa Fulbright

O Programa Fulbright é um dos programas mais reconhecidos mundialmente. A bolsa de Doctoral Dissertation Research Award é oferecida pela Fullbright Brasil em parceria com a Fulbright Foreign Scholarship Board (FFSB), nos Estados Unidos.

O processo seletivo foi dividido em 3 etapas. A primeira análise foi documental com avaliação das cartas de recomendação, currículo do aluno e orientadores, carta de aceite do orientador (a) na instituição dos EUA, entre outros pré-requisitos. A etapa contou com cerca de 480 inscritos. 

Na segunda etapa, já com 259 candidatos, foi realizada a análise do estudo e objetivo da pesquisa. Para a última etapa, a entrevista, foram aprovados apenas 89 pesquisadores. Ao final do processo, apenas 40 bolsistas foram contemplados.

 

Leia também: Doutoranda conquista bolsa em um dos programas mais reconhecidos do mundo

Compartilhe: