V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Egresso da Unit é destaque das Ciências Biológicas

Com o incentivo de professores da Unit, o doutorando Helon Simões Oliveira descobriu a pesquisa científica e hoje é especialista na área.

às 21h58
Egresso Helon Simões Oliveira
Egresso Helon Simões Oliveira
Compartilhe:

Foram as aulas de biologia celular, história natural dos seres vivos e ecologia no ensino médio que ajudaram o jovem Helon Simões Oliveira a escolher a graduação em Ciências Biológicas. Ele pensava em ser professor, mas foi na Universidade Tiradentes (Unit) que teve contato com a ciência e decidiu seguir a carreira de pesquisador. Atualmente, ele faz doutorado em universidade estadual do Paraná.

Assim como muitos estudantes que chegam na universidade, ele não sabia ao certo o que encontraria. Quando ingressou na Unit, em 2010, foi a descoberta de um mundo diferente. “Lembro bem que a primeira disciplina, Elementos de Anatomia, foi uma virada de chave na minha vida de estudante. Embora tenha sido uma das disciplinas mais difíceis do curso e temida por muitos alunos, eu a fechei com média alta. Essa disciplina foi uma transformação em meus estudos, me motivando a dar meu melhor, disciplina após disciplina”, conta.

Foi o contato com os docentes, as disciplinas e os estágios do curso que fizeram com que ele pensasse em se dedicar à ciência. “Professores como Dr. José Roque, Dr. Marcelo Brito e Dra. Maria Nei me apresentaram às possibilidades de pesquisa científica. Em especial, a Dra Maria Nei, foi meu maior pilar para que eu me tornasse o pesquisador que sou hoje. Foi com ela, nas sessões de orientação do TCC [Trabalho de Conclusão de Curso], que tive a real certeza de que queria seguir na carreira acadêmica e me tornar um pesquisador”, relembra Helon.

No estudo produzido em seu TCC, orientado pela professora Dra. Maria Nei, Helon analisou o comportamento do Carcará (Caracara plancus) em cativeiro. Após a publicação, a pesquisa tem sido utilizada como base para melhoramentos de recintos voltados para o bem-estar animal em cativeiro e conservação da espécie.

Para ele, a formação pela Unit foi essencial para a carreira. “A Unit me deu boas oportunidades de experimentar diversas áreas da Biologia. Com pouco tempo de curso eu iniciei um estágio no laboratório de Entomologia, como curador de coleções. Um ano após eu ingressei no Instituto Mamíferos Aquáticos, estudando alterações na coluna vertebral de cetáceos, e por fim no Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), auxiliando pesquisas de biorremediação de efluentes da produção de Etanol no estado de Sergipe. Essas experiências me deram a oportunidade de identificar qual área da biologia se enquadraria melhor ao meu perfil acadêmico”, afirma.

Ciências Biológicas

Ele seguiu estudando aves no mestrado e no doutorado, mas embarcou em uma área nova e ainda pouco estudada da biologia, a diversidade funcional. “Minha linha de pesquisa é sobre Ecologia de Comunidades Ecológicas, especialmente comunidades de aves e Diversidade Funcional. Essa última, se trata de mecanismos matemáticos capazes de tirar o elemento subjetivo referente ao papel ou função de um organismo no ecossistema tornando a função ecológica fácil de se avaliar por vias matemáticas”, explica.

“Desenvolvo estudos voltados a identificar alterações na diversidade funcional de comunidades de aves em habitats de Mata Atlântica primária (sem alterações aparentes geradas pelo homem) ao longo de dez anos de monitoramento realizados na floresta estacional semidecidual do Paraná. Buscamos identificar alterações temporais nos mecanismos que proporcionam a formação das comunidades ecológicas, alterações temporais na composição de espécies e se tais alterações geram alterações nos papéis funcionais fornecidos pelas comunidades de aves nesses habitats preservados. Esse estudo tem grande importância por apresentar dados únicos ligados a processos comunitários de longa escala temporal com possíveis ligações às mudanças climáticas globais”, acrescenta.

De acordo com Helon, ele já vê os frutos da sua dedicação à ciência. “Minha maior conquista se deu recentemente com a publicação do primeiro capítulo da tese do meu doutorado, intitulado ‘Silent changes in functionally stable bird communities of a large protected tropical forest monitored over 10 years’, em formato de artigo na revista Biological Conservation. Essa revista é um dos veículos científicos internacionais mais importantes da minha área com fator de impacto de 5,99”, revela o doutorando.

 

Leia mais:

Egresso da Unit é atual presidente do Coren/SE

Compartilhe: