V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Encontro de Egressos do curso de Fisioterapia amplia horizontes de alunos

Profissionais experientes na área da Fisioterapia ministraram palestras para alunos do curso. O objetivo foi compartilhar experiências e possibilidades da profissão.

às 20h19
Auditório ficou lotado
Auditório ficou lotado
Egressa Lavínia Teixeira Machado
Egressa Lavínia Teixeira Machado
Professoras de cursos
Egresso Leonardo Yung dos Santos Maciel
Egresso Almir Campos
Egresso Almir Campos
Compartilhe:

Os estudantes do curso de Fisioterapia da Universidade Tiradentes (Unit) tiveram um momento bem especial na última quarta-feira, 04. Trata-se do Encontro de Egressos que contou com palestras de ex-alunos, hoje profissionais renomados da área, como os fisioterapeutas Almir Campos; Lavínia Teixeira Machado e Leonardo Yung dos Santos Maciel.

Segundo a coordenadora operacional do curso de Fisioterapia da Unit, professora Juliana  Goes Jorge, os palestrantes foram pensados da forma mais plural possível. “Resolvemos, então, pensar em áreas diferentes para que os alunos entendam que independente da área que escolham seguir, dá para ter sucesso. Trouxemos trouxemos um egresso que vai falar sobre musicoterapia, outra vai tratar das artes com crianças e pessoas com deficiência e outro palestrante vai demonstrar como fazer cursos pode aprimorar e influenciar na carreira da Fisioterapia”, detalhou Juliana Goes Jorge.

O grande objetivo do Encontro de Egressos é inspirar os alunos do curso. “Estimulá-los à pesquisas, estudos e extensão que são pilares que acabam estimulando a trajetória acadêmica e na carreira deles”, reforçou a coordenadora.

Formado pela Unit, Almir Campos hoje é fisioterapeuta especialista junto ao Conselho de Fisioterapia, atua com quiropraxia e técnicas que trabalham com a terapia manual. “Procurei enfatizar [na palestra] a busca de como se tornar um profissional de sucesso, mostrando a importância do histórico e trajetória acadêmica para almejar o sucesso profissional”, pontuou. “A dica que eu reforço é: se esforcem dentro da graduação porque a carreira de sucesso não começa só quando você se forma”, completou Almir Campos.

O segundo egresso palestrante da noite foi o professor doutor Leonardo Yung dos Santos Maciel, graduado em Fisioterapia pela Unit em 2007, atualmente professor da UFS. Antes de iniciar sua abordagem no Encontro de Egressos de Fisioterapia da Unit, doutor Leonardo fez uso da musicoterapia para relaxar antes de compartilhar suas experiências na Fisioterapia. Para os estudantes da graduação, o especialista aconselha ponderar para ter êxito na carreira. “É preciso um equilíbrio de emoções para percorrer seu caminho e insistir em seus objetivos. É sobre ‘correr atrás’ mas sem deixar de viver. É preciso ainda ter um bom equilíbrio entre estudos e saber como lidar com pessoas”, disse.

Para encerrar o evento com chave de ouro, a professora doutora Lavínia Teixeira Machado, formada em Fisioterapia pela Unit em 2004, é docente da UFS e desenvolveu projeto para crianças com autismo em seu pós-doutorado. “Acabei escolhendo o curso de Fisioterapia porque minha mãe tinha uma escola de dança e ela estava recebendo muitos alunos com deficiência. Como à época eu cursava Educação Física e eu percebia que a área não me dava recursos para dar aulas de dança para aquele público. Foi quando vi que a Unit ofertava o curso de Fisioterapia e mergulhei na área. Já na Iniciação Científica, comecei a trabalhar com fisioterapia neurofuncional e segui nessa linha até o pós-doutorado”, explicou.

Em sua palestra no Encontro de Egressos, Lavínia Teixeira Machado fez questão de evidenciar as múltiplas possibilidades que o profissional da área possui. “Mostrei para os alunos que existe um modelo mais amplo da Fisioterapia, fundamentado na OMS, que é o modelo social, para proporcionar à pessoa que seja inserida na sociedade de fato. Provoque os alunos a fugirem um pouco das questões fisiológicas, biomecânicas, disfunções respiratórias, cardiovasculares e que a nossa intervenção como fisioterapeuta vai muito além disso. Temos que nos preocupar com o ser em sua totalidade. Qual é o estilo de vida dela, onde está inserida, quais atividades físicas ela faz. Os alunos precisam perceber que têm que ir além das disfunções corporais”, reforçou Lavínia Teixeira.

“É sempre bom ouvir pessoas experientes, que já estão engajadas na sua profissão, tudo o que eles disseram, vou levar para o futuro e de certa forma vou me espelhar para ser um profissional de sucesso”, revelou o estudante do 5º período de Fisioterapia, Danilo Nunes Xavier.

 

Leia mais:

Egressos em Nutrição compartilham experiências com estudantes

Compartilhe: