V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Estudante de Direito conta com apoio do NAPPS

Pedro Dantas se encontrou no Direito. Ainda nos primeiros períodos do curso, ele já participou de diversos eventos e publicou artigos.

às 11h22
O estudante do 3º período do curso na Universidade Tiradentes (Unit), Pedro Dantas de Santana Ribeiro.
O estudante do 3º período do curso na Universidade Tiradentes (Unit), Pedro Dantas de Santana Ribeiro.
Compartilhe:

“Eu me descobri no Direito”, declarou o estudante do 3º período do curso na Universidade Tiradentes (Unit), Pedro Dantas de Santana Ribeiro. Ainda nos primeiros passos da vida acadêmica, ele já participou de congressos e publicou artigos em periódicos conceituados na área. Por ser deficiente visual, o aluno é acompanhado pelo Núcleo de Apoio Pedagógico e Psicossocial (NAPPS).

Segundo ele, estar no ensino superior é mais do que um sonho realizado. “Estou certo de que com a graduação, estou dando apenas o primeiro passo para uma vida melhor. E ainda acrescento, uma vida melhor fazendo algo pelo qual sou apaixonado. É do meu conhecimento, todavia, que enfrentarei desafios durante esta caminhada e ao final dela. Mas com sabedoria e humildade sei que poderei superá-los”, acredita. 

Devido à deficiência visual, Pedro conta com o suporte no NAPPS. Para ele, o papel do núcleo é muito importante para a formação acadêmica, identificando qualquer obstáculo ao progresso do aluno, oferecendo meios para superá-los. “O setor dispõe de equipamentos e ferramentas adaptadas para lidar com as necessidades dos estudantes. No meu caso, por exemplo, que sou deficiente visual, posso contar com a impressora braile e computadores com leitores de tela. Sem esquecer, por óbvio, de uma equipe muito disposta e gentil”, disse o estudante.

“Não posso deixar de mencionar também, o quanto sou grato à coordenação do curso de Direito. Desde o meu primeiro período, sempre me senti muito acolhido e respeitado. E agora com o retorno da presencialidade, posso sentir de perto o quanto os professores e coordenadores se empenham a fim de que eu tenha o máximo de aproveitamento de todo o curso”, acrescenta Pedro.

O jovem estudante ainda tem vários períodos pela frente, mas a dedicação demonstrada no início do curso já começa a dar frutos. “Tenho muito para aprender e amadurecer em minha carreira, mas já pude viver experiências muito interessantes, como participar do Conadi [Congresso Nacional de Direito] e do CONDITEC [Congresso Internacional de Direito e Tecnologia], que me permitiram conhecer profissionais excepcionais e com currículos admiráveis. Esses eventos foram enriquecedores”, afirma ele.

“Outrossim, publiquei o meu primeiro artigo no Jusbrasil e no Jus Navigandi que versa acerca do direito ao esquecimento. É bem verdade que preciso aprofundar os meus conhecimentos sobre metodologia científica e questões processuais, mas a experiência de tornar público um artigo redigido por mim deixou-me muito feliz”, complementou. 

De acordo com ele, essas oportunidades só seriam possíveis estudando na Unit. “Ser um acadêmico da Unit é uma oportunidade sem igual. Eu percebo como a universidade está comprometida com o futuro dos alunos e como ela confia no trabalho que desempenha. Um exemplo deste compromisso é a parceria que há entre a Unit e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para promover o curso de capacitação para mediadores, que atuam nas audiências de conciliação e mediação. É a única instituição de ensino superior em nosso Estado que firmou esse convênio”, concluiu o aluno.

 

Leia também: Napps da Unit conta com atendimentos voltados à psiquiatria

Compartilhe: