V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Estudantes produzem bocais e traqueias para atividade no Ninota

Alunos de Fisioterapia produziram mais de 40 bocais e traqueias em 3D para utilização do manovacuômetro no Ninota Garcia.

às 11h10
A professora da disciplina, Luciana Zago, e a aluna do sétimo período do curso de fisioterapia, Nayane Maria Santos das Chagas.
A professora da disciplina, Luciana Zago, e a aluna do sétimo período do curso de fisioterapia, Nayane Maria Santos das Chagas.
A professora da disciplina, Luciana Zago, e a aluna do sétimo período do curso de fisioterapia, Nayane Maria Santos das Chagas.
O manovacuômetro é o aparelho pelo qual é realizada a manovacuometria.
Compartilhe:

Como parte da disciplina fisioterapia respiratória, ministrada pela professora Luciana Zago, no curso de Fisioterapia da Universidade Tiradentes (Unit), os alunos produziram novos bocais em impressão 3D para ampliar a utilização do manovacuômetro nas atividades de estágio, no Centro de Saúde Ninota Garcia. As impressões foram feitas em parceria com o FabLab, do Tiradentes Innovation Center.

A professora da disciplina, Luciana Zago, explica a iniciativa e os resultados. “Tive a ideia de os alunos criarem seus próprios bocais para treino do manovacuômetro por dois motivos. Primeiro, pela pandemia, pois cada aluno precisa do seu bocal individual para aprender e treinar no aparelho. Segundo, por ser um bocal que não vende separado do aparelho, que custa em média R$ 2.000,00. Deu tão certo que conseguimos confeccionar mais de 40 bocais e traqueias”, disse.

Para ela, a importância da proposta é incentivar o aluno a produzir ferramentas e mecanismos benéficos para o paciente e para a construção do conhecimento. “Estimular a criatividade faz com que os alunos pensem em mais dinâmicas, condutas e oportunidades de fazer mais com menos e com o que estiver disponível no seu local de trabalho. Foi um trabalho maravilhoso e gratificante para mim enquanto docente da disciplina”, declarou.

A aluna do sétimo período do curso de fisioterapia, Nayane Maria Santos das Chagas, participou do projeto. “Os resultados foram surpreendentes, pois além da peça ter ficado esteticamente muito semelhante à original, nós realizamos algumas alterações de dimensão para que a aplicação do exame fique mais confortável ao paciente”, disse.

“É de suma importância nos reinventar, associar a tecnologia à saúde e saber que podemos criar ou recriar objetos que agreguem em nossa profissão. Participar desse projeto não foi importante apenas para a turma, mas favoreceu grandemente também a todos os assistidos pelo Centro de Saúde Ninota Garcia. Foi uma experiência que marcará a minha vida acadêmica”, concluiu a estudante.

Manovacuômetro

O manovacuômetro é o aparelho pelo qual é realizada a manovacuometria, um exame não invasivo para calcular a Pressão Inspiratória Máxima (Plmáx) e a Pressão Expiratória Máxima (PEmáx), avaliando a musculatura respiratória do paciente. Nele, conecta-se a peça bucal do aparelho à boca do indivíduo, que realiza um esforço inspiratório e expiratório máximos em diversas posições, com repetições das manobras.

 

Leia também: Novembro azul: o papel da fisioterapia após a retirada da próstata

Compartilhe: