V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Evento de Boas-vindas 2021.2 da Unit terá Fabrício Carpinejar

Poeta e escritor Fabrício Carpinejar é conhecido pela sua originalidade e facilidade em expressar emoções corriqueiras em lirismo. Live é gratuita, mas não ficará salva.

às 20h50
Foto: Rodrigo Carpinejar
Foto: Rodrigo Carpinejar
Compartilhe:

Neste dia 13, a partir das 19h30, os estudantes calouros e veteranos da Universidade Tiradentes serão recepcionados para o novo semestre letivo, de forma virtual, ainda por conta dos protocolos contra a disseminação da Covid-19. Na programação, além de informações úteis para uma vida acadêmica mais proveitosa, o escritor e poeta brasileiro, Fabrício Carpinejar.

Durante o encontro, o ‘mago das palavras’ como é conhecido, irá compartilhar suas experiências de vida que culminaram em um processo de profundo autoconhecimento. Para ele, “a escrita cura e me curou”.

A transmissão é gratuita, mas não ficará salva no Youtube. Por isso, não perca! Ative o sininho, acompanhe esse momento inspirador e aproveite para trocar experiências com Fabrício Carpinejar. Ele responderá perguntas do chat ao vivo.

 

Fabrício Carpinejar

É poeta, jornalista e professor. Autor premiado de mais de 47 livros que já venderam mais de 750 mil exemplares. Já teve mais de 300 mil alunos em seus cursos e palestras. Carpinejar é colunista dos maiores jornais do Brasil e apresentador de diversos programas de rádio e TV, atualmente é comentarista no programa ‘Encontro com Fátima’, da Rede Globo.

Fabrício Carpinejar é um escritor que transita entre poesia, crônicas, infanto- juvenil e reportagem. Por conta da sua habilidade com as palavras, contundência e originalidade nas ideias, Luís Fernando Veríssimo o definiu como uma “usina de lirismo”.

Ele já publicou mais de 40 livros e conquistou mais de 20 prêmios literários, dentre eles estão os prêmios Jabuti, Marengo D’Oro (Itália), Prêmio Nacional Olavo Bilac e diversos outros. Além disso, duas de suas obras já viraram espetáculos teatrais.

Acredita com toda sua fé que escrever o curou e pode curar todos que se dedicarem ao exercício da escrita como ferramenta para o autoconhecimento.

Compartilhe: