V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Meio ambiente: exposição da Care mostra importância de separar o lixo

O objetivo foi mostrar o processo de coleta seletiva e como o cidadão pode ajudar separando os resíduos de acordo com o material.

às 16h32
Compartilhe:

Em alusão ao Dia do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, a Universidade Tiradentes (Unit) promoveu uma exposição no minishopping com a Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care), nesta segunda-feira, 13. O objetivo foi mostrar o processo de coleta seletiva realizada na capital e como o cidadão pode ajudar separando os resíduos sólidos de acordo com o material.

“É importante tanto para os colaboradores quanto para os alunos conhecer um pouco mais o trabalho da Care e também saber como é que recicla cada material e o que é que pode ser separado porque às vezes a gente pega o lixo, junta tudo e às vezes não sabe como é que se separa, inclusive vidro,  que é perigoso. Então é importante separar em um local que não venha provocar uma lesão em qualquer pessoa”, diz Roberto Pimentel, do Departamento de Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), responsável pela ação.

Parceira da Unit, a Care já atua há 22 anos no recolhimento de materiais recicláveis que serão transformados novamente em matéria-prima. “A Unit é uma das parceiras muito importantes que nós temos. E estamos aqui para divulgar mais uma vez o nosso trabalho. Na nossa cooperativa, separamos os materiais, limpamos, pesamos e vendemos a uma empresa que dá o destino final. Então não fazemos a reciclagem propriamente dita, mas a reciclagem mesmo quem faz é a Indústria porque vai transformar a matéria novamente”, explica a cooperativada Socorro Soares.

Separando o lixo

Quase tudo pode ser reciclado, no entanto, ainda existem alguns tipos de materiais que não podem ser reciclados. Para viabilizar o aproveitamento do que é resíduo e garantir o descarte correto dos rejeitos é preciso separar o lixo reciclável do não reciclável. Caixas de papelão, papéis diversos, latas, isopor, caixas tetra pak, vidros, sacolas plásticas, copos e garrafas plásticas podem ser separados para a coleta seletiva. Já guardanapos, materiais sujos, clichetes, adesivos, embalagens de biscoitos e salgadinhos, e restos de alimentos devem ser depositados em lixeiras convencionais.

 

Leia também: Educação Ambiental é parte da formação e atuação em Pedagogia

Compartilhe: