V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Pessoas com transtornos mentais contam experiências em livro

Obra produzida em dois Centros de Atenção Psicossocial de Aracaju reúne 43 autores

às 17h02
Livro pode ser solicitado por e-mail
Livro pode ser solicitado por e-mail
Autores entre representantes da Unit e da Secretaria Municipal de Saúde
Edson Virgínio autografa livros: “É muito gratificante”
Compartilhe:

Texto: Álvaro Müller / Fotos: Marcelo Freitas

“Eu quando era criança brincava com formiga, colocava mosca no copo, tocava fogo no corpo, tentava me matar, ficava agressivo do nada, batia na minha mãe. Depois um médico foi me avaliar lá em casa, aí eu perguntei a ele que problema eu tinha e o problema que eu tenho desde criança é esquizofrenia”.

O relato acima foi escrito por um dos usuários dos Centros de Atenção Psicossocial de Aracaju e compõe o livro “Saúde mental e inserção social”, coletânea de 12 capítulos de textos coletivos lançada na manhã desta quinta, 26, no Campus Farolândia da Universidade Tiradentes.

A obra é fruto de uma parceria entre a Unit e a Prefeitura de Aracaju. Em 40 páginas, pacientes com transtornos mentais atendidos no Caps III Liberdade, Bairro Siqueira Campos, e no Caps III Capistrano Filho, Atalaia, elaboram e reelaboram histórias sobre a própria vida, perfazem temas como amor, convivência com a família, preconceito e trabalho.

Escrito por 43 autores, o livro foi desenvolvido em um grupo aberto de histórias mediado pela psicóloga Jamille Figueiredo, aluna da residência em Saúde Coletiva da Universidade Tiradentes.

“Eles puderam expressar sentimentos, trabalhar habilidades sociais e mostrar o potencial criativo, a capacidade de contar ótimas histórias para a sociedade como um todo. Isso tornou o livro um produto repleto de emoções e vivências”, analisa Jamille.

A Prefeitura de Aracaju financiou a impressão de 200 exemplares da obra, que estarão disponíveis nos Centros de Atenção Psicossocial, ao preço simbólico de R$ 5. Outras cópias podem ser solicitadas pelo e-mail jamillefigueiredo@hotmail.com.

“Como a ideia é promover a autonomia, os autores participaram de todas as etapas de elaboração do livro, inclusive fizeram as ilustrações, e agora vão decidir se o dinheiro arrecadado com as vendas será repartido entre eles ou investido em benfeitorias para os Centros de Atenção Psicossocial”, afirma Jamille Figueiredo.

Inclusão social

O Caps é o espaço destinado a pessoas com transtornos mentais graves, que geralmente tiveram a vida tolhida no mundo dos hospitais psiquiátricos por muitos anos. “Eu me sinto bem e a coisa que eu gostei é que não teve mais manicômio. O Caps é melhor do que o Santa Maria e o São Marcelo. Eu gosto daqui, gosto do pessoal. Eu não gosto muito de casa. As pessoas daqui têm o mesmo problema, então escutam a gente e já os de casa não”, escreve um dos autores do livro.

A psicóloga Simone Barbosa, apoiadora institucional da Rede de Atenção Psicossocial da Secretaria de Saúde de Aracaju, explica a evolução do tratamento a partir da reforma psiquiátrica no Brasil. “Conseguimos mudar essa realidade, pois percebemos que o hospital psiquiátrico adoecia o paciente. Hoje, nós superamos o transtorno à medida em que o tratamento é eficaz – tem medicação, uma equipe multidisciplinar com atendimento de psiquiatria, psicologia, serviço social e terapia ocupacional”, exemplifica.

Simone ressalta que a publicação de “Saúde mental e inserção social” é uma forma de levar para as ruas um pouco do trabalho desenvolvido diariamente nos Centro de Atenção Psicossocial de Aracaju. “Promovemos a saúde por meio da arte, da música, da escrita, e essa oficina conduzida por Jamille rendeu um produto mais concreto, o livro, apresentado para a sociedade civil como forma de transformar a ideia que se tem sobre as pessoas com transtornos mentais, os ditos loucos”, avalia.

Aos 41 anos, Edson Virgínio de Souza é um dos autores de “Saúde mental e inserção social”, experiência única para ele. “É muito gratificante, porque além de elevar nossa autoestima para estar bem no tratamento, aumenta a visão de mundo, amplia o nosso conhecimento”, resume.

Compartilhe: