V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Por que não é possível prever tragédias naturais?

Um dos motivos é a irregularidade da precipitação de chuva na atmosfera. No entanto, é possível evitar deslizamentos e alagamentos.

às 19h31
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

O Brasil é atualmente o sexto país do mundo que mais sofre com catástrofes climáticas, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).  Embora a seca seja o desastre natural mais comum, principalmente no Nordeste, as inundações são as mais devastadoras, pois trazem consigo vendavais, deslizamentos de terra e enxurradas.

Entre as regiões mais atingidas está a região Sudeste, mas também atingem outras regiões. No início de 2022, fortes chuvas atingiram Petrópolis, no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. As tempestades deixaram inúmeras vítimas, pessoas desabrigadas e imóveis destruídos, além de afetar a infraestrutura rodoviária e espaços urbanos.

Por meio de ferramentas tecnológicas, a ciência consegue antecipar a aproximação de chuvas, porém não consegue prever o volume de água. Um dos motivos é a irregularidade da precipitação de chuva na atmosfera. No entanto, é possível evitar deslizamentos e alagamentos com medidas preventivas: 

  • Não construir em locais como encostas e terrenos acidentados 
  • Não construir sem acompanhamento técnico
  • Não desmatar morros e encostas 
  • Manter calhas e ralos limpos
  • Acionar o órgão municipal em caso de bueiros entupidos ou destampados
  • Realizar o descarte correto do lixo residencial

*com informações da Agência de Notícias da Câmara dos Deputados, Brasil 61 e Uol

 

Leia também: Possível crise hidrológica impõe desafios à produção de energia

Compartilhe: