V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Psicopedagogia: conheça o olhar multifacetado da profissão

A psicopedagogia está ligada a aprendizagem, detecção de distúrbios nos processos e construção de estratégias para solucionar problemas.

às 17h26
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

A psicopedagogia é uma área do conhecimento que une princípios da psicologia e da pedagogia. Ela está ligada ao processo de aprendizagem (ensinar e aprender) do indivíduo, auxiliando no desenvolvimento da criatividade, autoestima, poder de tomada de decisão, entre outros.

Por entender que o ser humano é o resultado de mecanismos biológicos, psicológicos, sociais e históricos, que influencia e é influenciado pelo meio em que está inserido, a psicopedagogia tem um olhar multifacetado.

As principais formas de atuar nesse âmbito é promovendo intervenções psicopedagógicas para solucionar problemas de aprendizagem, por meio do diagnóstico de deficiências e a utilização de instrumentos e técnicas voltadas ao apoio, orientação e ensino. A psicopedagogia possui duas áreas de atuação principais: a clínica e a institucional. 

Na psicopedagogia clínica, o profissional atende crianças, adolescentes e adultos, investigando situações que dificultam a aprendizagem, sejam elas cognitivas, emocionais e pedagógicas. A partir disso, ele desenvolverá estratégias com o intuito de provocar mudanças no comportamento e facilitar a assimilação de conteúdo.

Já na psicopedagogia institucional, o profissional atende grupos de pessoas em lugares como escolas, identificando fatores que favoreçam ou prejudiquem a aprendizagem e orientando professores em planejamentos de aulas e projetos; em empresas, atuando como gestor de recursos humanos; e em hospitais, auxiliando os processos de aprendizagem das pessoas internadas.

Pós-Graduação

Na pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional, você vai aprender as diferentes formas de auxiliar quem tem problemas de aprendizado em seus vários níveis, seja por meio de terapia especializada ou diagnosticando distúrbios.

Para isso, você tem acesso a uma estrutura curricular que contempla conteúdos como fundamentos da neurociência; educação inclusiva de portadores de trastornos neuropsicológicos; distúrbios como dislexia, TDAH e outras necessidades especiais; processos de construção da leitura e da escrita; psicomotricidade e muito mais.

São levados em consideração os mais relevantes teóricos da área, como Piaget e Vygotsky, e o aprofundamento em aspectos neurofuncionais e funções neuropsicológicas, entre outros aprendizados.

Conheça mais sobre o curso no site.

 

*com informações de Guia da Carreira

 

Leia também: Número de professores formados pelo EAD cresce no Brasil

Compartilhe: