V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Rede 5G deve chegar a Aracaju em novembro 

A previsão é que até o final de novembro o sinal da rede 5G esteja disponível. Mas para isso é necessário que melhorias sejam implementadas

às 12h09
Professor mestre em computação, Fábio Santos
Professor mestre em computação, Fábio Santos
Compartilhe:

A cidade de Aracaju (SE) é uma das 12 capitais que receberão a nova rede de internet móvel 5G. A nova tecnologia é uma melhoria da versão 4G, devendo alcançar velocidades de conexão mais rápidas que as utilizadas atualmente. De acordo com o Ministério das Comunicações, a previsão é de que o 5G esteja disponível até o dia 27 de novembro. 

O  Ministério das Comunicações também divulgou no início deste ano que o padrão 5G oferecerá internet de alta velocidade em todas as capitais brasileiras, mas inicialmente somente 12 capitais estão aptas para receber o sinal. Além de Aracaju, os estados de Vitória (ES), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Natal (RN), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Boa Vista (RR), além de Brasília (DF).

O mestre em computação e professor da Universidade Tiradentes (Unit), Fábio Santos, explica que serão necessários alguns ajustes, por parte das operadoras, para que a população consiga receber o novo sinal. “Não dá pra aproveitar a infraestrutura do 4G para colocar o 5G. Vai ser preciso trocar toda a estrutura de telefonia com antenas que captam o novo sinal. Aparelhos móveis com versões mais antigas não conseguiram captar o sinal e também deverão ser trocados pelos seus usuários”.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), responsável pela fiscalização e regulamentação das antenas que serão instaladas em todo o Brasil, o sinal pode estar disponível antes. Tudo depende da chegada e da instalação dos equipamentos necessários. A Agência também participará de todo o processo de transição da atual rede de antenas para o novo padrão.

Rede 5G

A nova tecnologia promete uma revolução na comunicação e relações do ser humano com as máquinas. E a conexão de rede móvel com super velocidade desenha um cenário que para muitos era futurista, com carros autônomos, casas inteligentes, procedimentos cirúrgicos à distância, entregas feitas por drones e controle de energia elétrica em cidades inteligentes já podem ser pensados como uma realidade próxima.

“Hoje a gente já tem, relógio com internet, celular com internet, mas você vai poder ter carro com maior frequência do sinal de internet, um carro totalmente autônomo. Vai surgir novos tipos de tecnologias para o 5G, e o que eu falo é que lá em um futuro próximo a gente nem vai lembrar que a internet tinha um delay, tinha essa latência porque vai ser uma rede transparente. Vai ser tão rápido que a gente nem vai perceber. E se hoje a gente ainda percebe alguma coisa, a ideia é que isso não aconteça mais”, finalizou o professor Fábio.

Leia mais: Análise de Infraestrutura de Redes e Sistemas Computacionais; conheça

Compartilhe: