V E S T I B U L A R UNIT
MENU

I Simpósio da ABIPTI aconteceu no prédio da Reitoria da Unit

Sediar o primeiro Simpósio no Nordeste dá visibilidade a questões regionais sem deixar de lado o aspecto nacional. Evento aconteceu no prédio da Reitoria da Unit.

às 18h36
Foto: Instituto de Tecnologia e Pesquisa
Foto: Instituto de Tecnologia e Pesquisa
Compartilhe:

O I Simpósio da Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação (ABIPTI) aconteceu nos últimos dias 16 e 17, em território sergipano, mais especificamente no bloco da Reitoria da Universidade Tiradentes (Unit). Com o tema ‘Os Rumos da Pesquisa Tecnológica Brasileira’, o encontro promoveu apresentação das necessidades e demandas da área, visando soluções.

“Sermos associados à ABIPTI, por meio do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) , é uma conquista. A Universidade Tiradentes é uma instituição que preza e trabalha pela ciência e tecnologia. Daqui sairão decisões importantes que podem melhorar a tecnologia e a ciência no Brasil”, enfatiza o reitor da Unit, Jouberto Uchôa de Mendonça.

Segundo o  pró-reitor de pós-graduação, pesquisa e extensão, e presidente do ITP, Dr. Diego Menezes, sediar um evento nacional é importante. “Trazer a ABIPTI e o primeiro Simpósio para o Nordeste é dar visibilidade a questões peculiares regionais, mas sem deixar de olhar para o aspecto nacional. Estamos discutindo ações e propondo iniciativas – nacionais e internacionais – com foco nas necessidades atuais e um planejamento para os próximos cinco anos”, destaca. 

O encontro congrega as principais Instituições de Ciência e Tecnologia (ICT´s) do Brasil promovendo debates sobre políticas de Ciência e Tecnologia, e ações e políticas para os setores de Pesquisa e Desenvolvimento nos setores de Energia, Saúde, Indústria e Tic´s.

A ABIPTI representa os principais institutos de tecnologia do País. Com 41 anos de existência, tem como uma das funções a secretaria executiva realizando a interlocução na Frente Parlamentar Mista de Ciência, Tecnologia e Inovação.

 

Com informações do Instituto de Tecnologia e Pesquisa

 

Leia também: Laboratórios do ITP contribuem para crescimento do Nordeste

Compartilhe: