V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Saúde mental é tema de evento no polo da Unit EAD em Alagoinhas (BA)

O evento foi realizado em alusão ao setembro amarelo, visando sensibilizar a sociedade e os profissionais da saúde para que se atentem aos sintomas do problema

às 21h28
Compartilhe:

O setembro amarelo é marcado pelas diversas ações de prevenção contra o suicídio, e para finalizar o mês, o polo de Educação a Distância (EAD) da Universidade Tiradentes (Unit) em Alagoinhas (BA) realizou um evento em parceria com a CR Talentos e com o setor comercial do polo representado pela consultora educacional, Taynara Santos, que teve como objetivo fomentar a campanha de setembro amarelo.

“Eu abracei o evento porque é uma temática que me chama muito a atenção, visto que hoje em dia é perceptível a necessidade de trabalhar com a saúde emocional e entender que tudo se inicia na nossa mente, das nossas emoções, de como nós estamos. Então o evento teve um grande impacto e participação de todos os envolvidos, na dinâmica, nas falas que foram pontuadas questões que todos nós temos, como, medo, ansiedade, algum trauma, portanto, falar é a melhor solução”, destacou Taynara.

A CR Talentos é uma empresa de RH Estratégico, que realiza: consultoria de carreira; recrutamento e seleção e análise de perfil. Durante o evento a psicanalista, Cláudia Reis ministrou algumas palestras para professores e alunos a fim de expandir o projeto cujo nome é: “Falar é a melhor solução” e “saia do automático e aprenda ferramentas de auto liderança”

“A proposta foi realizada por Cláudia, onde analisamos e entendemos a importância de trazer o tema para nossos alunos e comunidade geral. Tivemos boa participação dos alunos liderados pela tutora Jadieli Sansão, que participaram das dinâmicas e dos sorteios”, conta a coordenadora do polo, Ana Carolina Martins.

A professora tutora do polo, Jadieli Sansão conta que assim como todas as datas de conscientização, o setembro amarelo merece ser lembrado o ano inteiro, mas que é realmente necessário ter um período para enfatizar a importância de conscientizar as pessoas a olhar com mais cuidado para a saúde mental.

“A ideia do evento foi comover, sensibilizar e alcançar um público que muitas vezes não tem coragem de se abrir acerca dos problemas divergentes que atravessam ao longo da vida, seja por conta da cobrança ou ao processo de aceleramento que o próprio mundo corporativo nos cobra. Então, tratar desse assunto é tratar sobre realidades individuais que nós temos dentro da nossa personalidade e que precisamos enfrentar para saber conviver em ambientes profissionais, pessoais e sociais”, explica a professora.

Setembro amarelo

O suicídio é uma triste realidade que atinge o mundo todo e gera grandes prejuízos à sociedade. De acordo com a última pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde – OMS em 2019, são registrados mais de 700 mil suicídios em todo o mundo, sem contar com os episódios subnotificados, pois com isso, estima-se mais de 01 milhão de casos. No Brasil, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, ou seja, em média 38 pessoas cometem suicídio por dia. 

Embora os números estejam diminuindo em todo o mundo, os países das Américas vão na contramão dessa tendência, com índices que não param de aumentar, segundo a OMS. Sabe-se que praticamente 100% de todos os casos de suicídio estavam relacionados às doenças mentais, principalmente não diagnosticadas ou tratadas incorretamente. Dessa forma, a maioria dos casos poderia ter sido evitada se esses pacientes tivessem acesso ao tratamento psiquiátrico e informações de qualidade. 

Leia também: Enade 20222: saiba como funciona e como se preparar para a prova

Compartilhe: