V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Acústica dos ambientes pode ter impacto na qualidade de vida

O conforto acústico é um aspecto muito importante a ser considerado nos projetos arquitetônicos

às 20h26
O arquiteto precisa conhecer parâmetros e normas sobre acústica e pensar nos incômodos ou danos dos sons indesejados (Divulgação/Kölner Philharmonie)
O arquiteto precisa conhecer parâmetros e normas sobre acústica e pensar nos incômodos ou danos dos sons indesejados (Divulgação/Kölner Philharmonie)
Compartilhe:

Um aspecto relevante que muitas vezes é deixado em segundo plano em projetos arquitetônicos é a acústica. E ela não diz respeito apenas a auditórios, salas de reuniões ou teatros, mas até mesmo a um simples dormitório. Sem a consideração desta relação sonora, o ambiente pode se tornar motivo de muito transtorno para seus ocupantes.

Um projeto arquitetônico bem elaborado precisa contemplar todos os pormenores, inclusive, os auditivos. O profissional precisa ter conhecimento dos parâmetros e normas que tratam de acústica e, além disso, pensar nos incômodos ou até mesmo efeitos danosos que sons indesejados podem causar às pessoas. 

A consciência do conforto acústico dos espaços, pelo arquiteto ou arquiteta, pode ser o diferencial no resultado final de uma edificação. Bem mais que o conforto particular, isso é também uma prevenção de riscos, visto que ruídos recorrentes podem causar efeitos negativos à saúde humana, desde uma dor de cabeça, passando por distúrbios do sono até o extremo da perda auditiva

Ruídos internos e externos 

A localização, as patologias acústicas e a economia na execução da obra a serem verificadas também dentro desta relação. É importante considerar ainda as necessidades dos usuários, os fatores externos e arquitetônicos ao projetar a construção com esta preocupação. 

Os materiais utilizados podem fazer toda a diferença em projetos que pedem o isolamento acústico, por exemplo. Seja para impedir a propagação do som, diminuir seu efeito ou ainda fazer com que ele se comporte da forma desejada em determinados ambientes. Tudo isso pode ser alcançado a partir da escolha de determinados tipos de materiais. 

Os ruídos são transmitidos pelo ar ou estrutura da construção. Controlar bem as fontes de som é o que vai resultar na qualidade acústica interna do imóvel. Sons externos, internos, ruídos de impacto e ruídos produzidos por equipamentos diversos são os principais incômodos percebidos pelo ouvido humano, a depender dos níveis de reverberação e absorção dentro do edifício. 

Acústica

Trata-se de uma área multidisciplinar que compreende produção, irradiação, radiação, transmissão, recepção e processamento de sons, independentemente de serem sons naturais, produzidos ou tecnológicos. A influência do som na saúde e bem-estar das pessoas também integra a área de atuação da Acústica.

É possível a utilização de simuladores de ruído computacionais nesta área, mas isso não substitui os ouvidos humanos e uma boa análise in loco. A depender da funcionalidade da edificação, diferentes requisitos acústicos serão aplicados na sua avaliação. 

Para o profissional de Arquitetura e Urbanismo, entender como as vibrações sonoras se propagam no ambiente pode ser um diferencial em seu trabalho, bem como saber pensar e trabalhar com projetos de acústica urbana e arquitetônica. 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: