V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Alunos de direito tomam posse na 1ª turma de estágio curricular na JFSE

O estágio curricular na Justiça Federal de Sergipe é fruto de convênio técnico-científico e acadêmico firmado com a Unit.

às 14h01
O estudante Mateus Fonseca.
A aluna Maria Eduarda de Oliveira Fumagali.
Compartilhe:

Na última sexta-feira, 9, a 1º turma de Direito da Universidade Tiradentes tomou posse no Estágio Curricular na Justiça Federal em Sergipe (JFSE). O juiz diretor do foro, Dr. Gilton Batista recepcionou os 26 estudantes selecionados de todos os campi da Unit. O estágio é oferecido por meio de convênio de cooperação técnico-científica e acadêmica entre Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da Unit e o JFSE.

De acordo com o coordenador operacional do curso de Direito – Aracaju, MSc. Vilobaldo Cardoso Neto, o estágio beneficia tanto os alunos quanto a Justiça Federal e a Unit. “Quando a gente traz essa parceria, de fato, ficamos orgulhosos de que os estudantes estarão se beneficiando, colaborando com seu intelecto e servindo à Justiça. Além de acumular experiência, eles também acumulam horas. Por isso, é uma importante prática profissional”, diz.

Segundo o coordenador operacional do NPJ da Unit, professor Jéffson Menezes, o estágio é uma importante contribuição para a formação dos estudantes. “O estágio curricular na Justiça Federal em Sergipe representa a possibilidade dos nossos alunos de se aproximarem e vivenciarem a rotina de carreiras jurídicas com contato direito com juízes federais, analistas e técnicos judiciários, é um ganho inestimável para a formação técnica jurídica em razão das diversas áreas temáticas do conhecimento que experimentarão no dia a dia do estágio”, diz.

“Os alunos do curso de Direito da Unit no estágio curricular na JFSE atuarão nas Varas Federais, Juizado Especial Federal, Turmas Recursais e Assessoria Jurídica da Direção do Foro, nestas unidades as atividades são as mais diversas, com foco no processo de aprendizagem, como análise processual e auxílio na confecção de minutas de decisões e despachos judiciais nas matérias de competência da Justiça Federal”, complementa.

Expectativas

 O estudante Mateus Fonseca é um dos selecionados para a 1ª turma. “O estágio na JFSE é uma grande oportunidade na vida, pois é uma das melhores formas de reforçar todo o aprendizado adquirido durante o curso, como também uma oportunidade ainda maior de aprender ainda mais”, afirma.

“A oportunidade de estágio na JFSE, será, sem dúvidas, importantíssimo para o meu crescimento profissional. Estou muito entusiasmado, minhas expectativas são as mais positivas possíveis. Espero poder contribuir e aproveitar ao máximo esta oportunidade que foi concedida, tenho certeza que será muito produtiva”, declara o aluno Carlos Eduardo Graças, também aprovado no estágio.

A importância do estágio para a aluna Maria Eduarda de Oliveira Fumagali representa expandir horizontes. “Em outras palavras, concretizar os ensinamentos da sala de aula em uma situação fática, a qual por ser onde é, na JFSE, eleva esta experiência, ao oferecer uma visão concreta sobre como funciona um dos principais órgãos judiciários de Sergipe. Neste momento de infinitas possibilidades de aprendizado, eu me sinto como se o mundo se estendesse à minha frente, com inúmeras oportunidades para aprender e vivenciar o direito de uma maneira que antes parecia algo demasiado distante”, enfatiza.

Para o juiz diretor do foro, Dr. Gilton Batista, o estágio é uma atividade de extensão importante para o convívio com a comunidade. “Agradeço à Unit por essa prestação de serviço à Justiça Federal”, reconhece.

Convênio

O convênio de cooperação técnico-científica e acadêmica tem o objetivo de contribuir na formação dos estudantes do curso de Direito da Unit por meio do desenvolvimento de atividades práticas e contextualização curricular. O acordo ainda possibilita a maturação do relacionamento dos discentes por meio de práticas jurídicas nas unidades da Justiça Federal em Sergipe (varas, turma recursal e setores administrativos) – na sede, em Aracaju, e nas subseções judiciárias de Itabaiana, de Estância, e de Propriá.

 

Leia também: Direito foi o curso presencial mais procurado no Brasil em 2022

Compartilhe: