V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Alunos Unit são destaque em concurso do Senac/SE

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Sergipe aprova quinze estudantes do curso de Gastronomia da Universidade Tiradentes

às 19h13
Compartilhe:
Welligton e Eliomar foram dois dos quinze alunos aprovados no concurso do Senac/SE

Welligton e Eliomar foram dois dos quinze alunos aprovados no concurso do Senac/SE

Quinze aprovados. Este foi o quantitativo de estudantes do curso de Gastronomia da Universidade Tiradentes que conquistaram a aprovação no concurso promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Sergipe – Senac/SE – realizado ano passado. O edital disponibilizava vagas para as funções de auxiliar de cozinheiro, cozinheiro e confeiteiro. Os acadêmicos se destacaram nas provas teórica e prática e mostraram que estão bem preparados para atuar no mercado de trabalho.

“É o fortalecimento da Gastronomia. Para mim é a confirmação de que a equipe de professores prepara os alunos para o mercado profissional”, acredita a coordenadora do curso na Unit, professora Kátia Viana.

Eliomar Jesus do Nascimento está no 3º período de Gastronomia e enxergou no concurso uma oportunidade a mais de testar o conhecimento. “Já fiz um curso técnico de auxiliar de cozinha no Senac e gostei muito. Também gosto da área gastronômica e me senti motivado a participar do concurso. A teoria que vejo na instituição foi um diferencial e serviu como base para conseguir uma boa pontuação na prova. O mercado está muito exigente e quer pessoas qualificadas”, analisa o estudante formado em Administração e com especialização em MBA em Desenvolvimento Organizacional. Eliomar se candidatou a vaga de cozinheiro.

Prof. Kátia Viana: "Para mim é a confirmação de que a equipe de professores prepara os alunos para o mercado profissional"

Prof. Kátia Viana: “Para mim é a confirmação de que a equipe de professores prepara os alunos para o mercado profissional”

A teoria aliada à prática possibilita moldar o aluno às necessidades da área. Segundo a professora Kátia, o ensino da gastronomia tem modificado muito. “Até um determinado período, o curso era somente prática e a teoria ministrada como algo que desse apenas um link à cozinha prática. Nos últimos anos, reforçamos ainda mais que a teoria também é parte importante para a qualificação do profissional no mercado de trabalho”, observa a docente.

Apesar de estar no primeiro ano da graduação, Wellington Pontes utilizou da experiência que possui na gastronomia e aliou com a teoria aprendida na sala de aula para garantir uma das vagas ofertadas para o cargo de confeiteiro. “Tenho interesse em passar o conhecimento que aprendi na prática para outros alunos, também amantes da gastronomia”, salienta o acadêmico, chef de um restaurante da capital.

Os candidatos aprovados no concurso serão chamados nos próximos meses pelo Senac/SE.

Fotos: Marcelo Freitas

Compartilhe: