V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Ansiedade e dependência química: o álcool e drogas como escape

Por que recorrer à drogas e ao álcool é vista como uma saída para quem sofre com ansiedade? 

às 20h09
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

A ansiedade é um transtorno que afeta grande parte da população. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), no Brasil, cerca de 10% das pessoas sofrem de ansiedade, sendo o país com o maior índice no mundo, com o maior número de pessoas com a doença.

A ansiedade é uma reação comum em situações de dúvida, medo ou que geram expectativa. No entanto, quando acontece de maneira excessiva pode se tornar um Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), considerada um transtorno mental.

A TAG tem como característica a expectativa apreensiva ou preocupação excessiva, difícil de controlar e persistente, que pode vir seguida de irritabilidade, perturbação do sono, inquietação, tensão muscular e dificuldade de concentração. Pode afetar pessoas de qualquer idade, do nascimento à velhice.

Sintomas de ansiedade

A OMS ainda não definiu se há uma causa exata para o transtorno de ansiedade, mas especialistas apontam algumas hipóteses que buscam explicar o desenvolvimento da doença. Entre elas, fatores genéticos e estressores psicossociais, como rompimento de relacionamento, perda de um ente querido, perda do emprego e eventos que podem gerar um quadro de trauma.

Os fatores bioquímicos, como alterações de substâncias no sistema nervoso, e o consumo excessivo de álcool ou outras drogas também são considerados como possíveis causas do transtorno. Alguns sintomas do transtorno são:

  • Tensão e nervosismo constantes
  • Sensação de que algo ruim está para acontecer
  • Preocupação excessiva e difícil de controlar
  • Criar situações que podem trazer coisas ruins em sua cabeça, mesmo sem indícios reais 
  • Pensamentos descontrolados e constantes sobre problemas
  • Tensão muscular, como mandíbula apertada e músculos enrijecidos
  • Irritabilidade
  • Problemas de digestão, como dor de barriga e no estômago e falta de apetite ou comer em excesso
  • Sentir medo de eventos sociais, se preocupando excessivamente com a ida em uma comemoração ou situação, por exemplo, gerando inclusive ansiedade posterior, pensando sobre o que pode ter feito de errado
  • Insônia
  • Agitação nos membros superiores e inferiores. 

Ansiedade x drogas 

O vício em substâncias ilícitas pode ser considerado um gatilho para potencializar as crises, quando passam os efeitos das drogas no organismo, o usuário se sente triste, deprimido e tem a necessidade de consumir mais substâncias. 

Essa relação direta com o uso de drogas é um dos maiores agravantes de saúde entre a população, sobretudo entre adolescentes e jovens. Por isso, entender as causas que levam ao abuso de drogas é primordial para o controle dessa questão.

O consumo de entorpecentes pode gerar grandes prejuízos à saúde, uma vez que isso causa um efeito reverso e torna as crises ainda mais fortes. Mesmo que o consumo de drogas cause uma sensação de alívio momentâneo, essa gratificação imediata pode durar pouco e exigir doses mais fortes para fazer essa “fuga” da realidade perdurar. Desse modo, mantém-se viva a ilusão de resolver os problemas pelo abuso de drogas.

Nessas circunstâncias, o ideal é reconhecer a necessidade de pedir ajuda e de procurar um suporte profissional, que possa ajudar a vencer o vício e a restaurar a estabilidade mental. O tratamento precisa ser multidisciplinar e especializado. 

 

Com informações do G1 Fantástico 

Leia mais: Saúde mental e ansiedade são preocupações pós-pandemia

Compartilhe: