V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Assistência farmacêutica orienta pacientes na aquisição de medicamentos 

A professora e preceptora de estágio da Unit Kathlyn Pinheiro, enfatiza o papel social do farmacêutico.  

às 00h30
Compartilhe:

O papel do farmacêutico vai além da dispensação de medicamentos. Entre as atribuições do profissional de Farmácia está a assistência farmacêutica. Com ampla atuação, as atividades realizadas pelo profissional visam otimizar à adesão ao tratamento já prescrito pelo médico, além de orientar e esclarecer as dúvidas, estreitando as relações entre pacientes e profissionais de saúde.

“O farmacêutico possui um papel social extremamente importante. Na maioria das vezes, os farmacêuticos são os últimos profissionais da saúde a manter o contato com o paciente e, por isso, uma dispensação correta é fundamental”, declara a professora preceptora de estágio do curso de Farmácia da Universidade Tiradentes, Kathlyn Pinheiro.

A Lei nº 13.021, de 8 de agosto de 2014 define a assistência farmacêutica como o conjunto de ações e de serviços que visem a assegurar a assistência terapêutica integral e a promoção, a proteção e a recuperação da saúde nos estabelecimentos públicos e privados que desempenhem atividades farmacêuticas, tendo o medicamento como insumo essencial e visando ao seu acesso e ao seu uso racional.

“A orientação farmacêutica funciona como uma ‘barreira’ com o intuito de evitar que erros na utilização dos medicamentos possam acontecer. Nesse momento, o profissional consegue sentir a fragilidade na utilização dos medicamentos por parte dos pacientes”, enfatiza a docente, mestre em Ciências Farmacêuticas.

Para a especialista, este elo criado entre o profissional da área de Farmácia e o paciente é muito relevante. “No momento da consulta, o paciente pode esquecer de tirar uma determinada dúvida com o profissional médico. Com isso, durante a dispensação, ele tem a oportunidade de sanar essa e outras dúvidas que venham surgir. E, assim, utilizar o seu medicamento de forma correta e segura”, enfatiza.

Com a orientação farmacêutica, o profissional esclarece ao paciente a relação benefício e risco, a conservação e a utilização de fármacos e medicamentos inerentes à terapia, bem como as suas interações medicamentosas e a importância do seu correto manuseio.

 

Leia também:

Presença de farmacêutico em farmácias e drogarias traz segurança para clientes

De aluno do curso de Farmácia da Unit a referência nacional em citologia mamária

Compartilhe: