V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Brasileiros utilizam os famosos “memes” para expressar ideias e sentimentos

Para o psicólogo e professor da Unit Cleberson Costa, os memes têm ajudado a ressignificar assuntos tabus, apresentando outras formas de entendimento.

às 13h53
Compartilhe:

Navegando pela internet ou por meio dos aplicativos de mensagens, você já deve ter se deparado com alguns memes. Alguns deles bastante conhecidos, como é o caso do meme “o brasileiro precisa ser estudado” ou até mesmo “o brasileiro já nasce formado em marketing”. Isso porque o jeitinho brasileiro tira proveito de qualquer situação, até mesmo das mais desesperadoras.

“O mundo tem usado os memes para ressignificar situações de uma forma mais leve, e o brasileiro tem se destacado nessa utilização. Todas as situações que acontecem promovem um significado em cada pessoa que a vivencia, e o sujeito que melhor lida com as situações negativas é aquele que possui maior capacidade de ressignificar, ou seja, de interpretar de diferentes formas aquela situação que, a grosso modo, seria negativa”, comenta o psicólogo e professor dos cursos de Psicologia, Educação Física, Gestão de RH, Ciências Contábeis e Administração da Universidade Tiradentes, doutor Cleberson Costa.  

Para o especialista, os memes ajudam a suavizar os impactos no emocional do indivíduo. “Diante de situações incômodas, o que nos gera uma sensação negativa não é necessariamente a situação em si, mas a interpretação que geramos dela. Existe uma interferência sociocultural em torno da nossa interpretação, e os memes têm ajudado a ressignificar assuntos tabus, apresentando outras formas de entendimento e, consequentemente, outras emoções. Por isso é que conseguimos rir de algo que nos traria medo, por exemplo”, salienta. 

A identificação dos brasileiros com os memes vem para expressar ideias e sentimentos. “O brasileiro é expressivo. Nossa origem latina nos aproxima dessa essência emocional, o que nos permite que, tanto geneticamente quanto culturalmente, a gente se sinta mais à vontade para expressar o que sentimos e, ao nos expressarmos mais, desenvolvemos maior habilidade para manuseio desses importantes elementos psíquicos”, enfatiza o psicólogo. 

O professor da Unit alerta para a utilização excessiva dos memes. “Todo excesso pode se tornar prejudicial. Os memes podem ser um importante recurso, mas devem ser utilizados de forma equilibrada. Se tudo levamos de forma descontraída, sem observar os outros pontos de vista, estaremos mais próximos de uma fuga”, finaliza.

Veja também: Pesquisa analisa os podcasts e sua importância na divulgação científica.

 

Compartilhe: