V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Cerimônia do Jaleco celebra ingresso de quatro turmas de Medicina

Por conta da pandemia de covid19, a Cerimônia do Jaleco 2022 juntou turmas dos quatro primeiros períodos de Medicina.

às 17h39
Compartilhe:

O jaleco é um Equipamento de Proteção Individual (EPI) para os profissionais de saúde. Mas, além disso, representa os ideais de pureza das ações, na organização, na eficiência e na transparência dos serviços prestados. Com o objetivo de mostrar à sociedade o compromisso da instituição com a formação de futuros médicos com essa consciência, a Universidade Tiradentes realizou a Cerimônia do Jaleco para mais de 300 alunos das turmas de 2021 e 2022 (1º a 4º períodos) do curso de Medicina do campus Farolândia (Aracaju), nestas segunda e terça-feiras, 30 e 31, no Teatro Tobias Barreto.

Para a pró-reitora de Graduação, Arleide Barreto, é emocionante retomar a cerimônia depois de dois anos de pandemia de covid19. “Nós estávamos com uma demanda reprimida por conta da pandemia. Então, esse momento causa bastante emoção, além de ser um marco na vida não somente do acadêmico, mas também de seus familiares. O jaleco é um símbolo que entregamos aos alunos, um símbolo do início do exercício da academia”, diz.

“É uma grande festa para nós do curso de Medicina porque é o momento em que recebemos nossos calouros. É uma solenidade muito simbólica, em que gostaríamos de marcar um novo passo da vida deles, que é a caminhada para a profissão de médico. A ideia da noite do jaleco não é só acolher como também, simbolicamente, mostrar essa transição do momento em que eles ainda não estavam conectados à vida profissional e a partir deste momento, passam ao que chamamos de médicos em informação”, complementa o coordenador do curso de Medicina, professor Dr. Richard Halti Cabral.

O estudante Márcio Duarte, acredita que a Cerimônia do Jaleco é uma forma de homenagear os estudantes por essa nova etapa alcançada. “É um momento muito importante porque é uma receptividade por parte da Unit para que nós alunos sejamos acolhidos, nos sintamos mais parte do curso e para que nossa família possa prestar essa homenagem para nós. Fazer parte do processo é muito importante para que possamos cada vez mais crescer e sermos um bons profissionais”, afirma.

Marcos Cauã Sena concorda com o colega. “É um momento muito gratificante. Só nós que estamos aqui sabemos o quanto foi difícil chegarmos até aqui e agora, ingressamos na faculdade de Medicina. É muito gratificante ter esse apoio da Unit, mostrando para nós a nossa importância, fazendo com que nos sintamos valorizados e acolhidos pela universidade com essa cerimônia”, acrescenta o futuro médico.

Para a aluna  Lara Lima Canuto, a cerimônia também é significativa. “É uma noite muito especial para todo mundo que está aqui. É o nosso primeiro período, entramos agora na universidade e estamos sendo muito bem recepcionados pela Unit. Essa noite significa o início de uma jornada. Toda essa percepção de ‘meu Deus, entrei em medicina, vou ser médico’ e receber um jaleco, mesmo já tendo iniciado o curso, desfrutando da união entre a turma e tirando foto, é algo que realmente me deixa muito feliz em participar”, expressa.

Mãe e madrinha de uma das alunas iniciantes, Adriana Aguiar fala com emoção sobre a solenidade. “O que me remete esse momento é alegria, orgulho e saber que ela está se realizando, porque é o curso da vida dela, o que ela sempre quis fazer é medicina. Então, eu acho que é muito simbólico, porque vai marcar o início da vida acadêmica e lá na frente eles vão ter essa lembrança maravilhosa. Estou muito feliz”, declara.

 

Leia também: Cerimônia do Jaleco marca chegada de 40 novos alunos de Medicina em Estância

Compartilhe: