V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Covid19 e crianças: o que é preciso saber?

A maioria dos casos de covid19 ocorre em adultos, mas as crianças também podem contrair a doença. A vacinação evita a contaminação.

às 13h41
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

Covid19 é a doença causada pelo SARS-CoV-2, chamado popularmente de coronavírus. O vírus apareceu pela primeira vez no final de 2019 e se espalhou rapidamente pelo mundo. No Brasil, o primeiro caso foi notificado em fevereiro de 2020. Embora a maioria dos casos da doença ocorra em adultos, as crianças também podem apresentar a covid-19. A vacinação é a forma mais eficaz de evitar a contaminação e o surgimento de novas variantes do coronavírus.

Nos adultos, os sintomas comuns incluem febre e tosse. Em casos mais graves, as pessoas podem desenvolver pneumonia e terem dificuldade para respirar. As crianças com COVID-19 também podem ter esses sintomas, mas têm menor probabilidade de ficarem muito doentes. Algumas crianças não apresentam nenhum sintoma.

Sintomas graves podem ser mais comuns em crianças com certos problemas de saúde. Esses problemas incluem doenças genéticas ou neurológicas graves, cardiopatia congênita (desde o nascimento), anemia falciforme, obesidade, diabetes, doença renal crônica, asma e outras doenças do pulmão ou imunidade baixa.

Outros sintomas também podem ocorrer em crianças e adultos. Eles podem incluir sensação de cansaço extremo, calafrios, dores de cabeça, dores musculares, dor de garganta, coriza ou nariz entupido, diarreia, vômito ou perda do paladar ou do olfato. Bebês com covid19 podem apresentar dificuldade para se alimentar. Também foram registrados relatos de erupções ou outros sintomas de pele.

Sintomas graves

Sintomas graves podem ser mais comuns em crianças com certos problemas de saúde. Esses problemas incluem doenças genéticas ou neurológicas graves, cardiopatia congênita (desde o nascimento), anemia falciforme, obesidade, diabetes, doença renal crônica, asma e outras doenças do pulmão ou imunidade baixa.

Existem raros relatos de crianças com covid19 que desenvolvem uma inflamação em todo o corpo. Isso pode causar danos aos órgãos se não for tratado rapidamente. Os especialistas vêm usando nomes diferentes para esse problema, incluindo Síndrome Inflamatória Multissistêmica em Crianças (MIS-C) e Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica. Os sintomas podem ser semelhantes aos de outra condição chamada Doença de Kawasaki.

Vacinação

Vacinar seus filhos é a melhor maneira de protegê-los. Os especialistas também recomendam que crianças de 5 anos ou mais tomem uma dose de reforço para proteção extra. As pessoas que tomaram todas as vacinas recomendadas têm um risco muito menor de adoecer do vírus. A vacinação contra covid19 para a população com idade entre 6 meses e menores 3 anos também já foi autorizada pela Anvisa e Ministério da Saúde.

Em Sergipe, a cobertura vacinal de crianças entre 3 e 4 anos também continua baixa. Na primeira dose, 27,7% foram vacinadas. Já na segunda, o número é ainda menor, apenas 11%.  

A Pfizer Baby é aplicada em bebês de 6 meses a 4 anos de idade; a Coronavac, em crianças a partir de 3 anos de idade; e a Pfizer Pediátrica, para crianças de 5 a 11 anos. A porcentagem de cobertura vacinal de crianças entre 5 a 11 anos de idade possui números mais positivos. Na primeira dose, 76,1% da faixa etária está vacinada, e na segunda dose, ainda em fase de aplicação, está com 55,8%.

*Com informações de Up To Date

 

Leia mais: Vacinação completa diminui efeitos da nova variante do coronavírus

Compartilhe: