V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Curso de Psicologia discute sobre violência sexual

Acadêmicos de Psicologia promovem roda de conversa sobre problemas que afligem o indivíduo e que se refletem diretamente no seu comportamento

às 21h45
Na roda de conversa profissionais discutem sobre o abuso sexual
Na roda de conversa profissionais discutem sobre o abuso sexual
Os alunos levantam a discussão
A Assistente Social e professora Sabrina Barbosa
Compartilhe:

A violência sexual tem sido tema recorrente nos estudos realizados por profissionais que lidam com o comportamento humano. Pela sua importância, motivou alunos concludentes de Psicologia da Unit a promover uma roda de debates entre colegas, professores, conselheiros tutelares e conselheiros municipais dos direitos da criança e do adolescente. Na oportunidade, o tema foi abordado sob a ótica da Psicanálise.

“O objetivo do projeto extensionista é atender e dar orientações às demandas sociais. A primeira demanda que temos aqui na Clínica de Psicologia está relacionada à questão do abuso sexual, motivo pelo qual o tema se destaca nessa palestra educativa”, explica a professora preceptora de estágio em Psicanálise Petrusca Passos Menezes. A docente acrescenta que o projeto se caracteriza exatamente pela oportunidade de a academia discutir com os atores envolvidos, educando-os e conscientizando-os da necessidade da mudança de comportamentos.

Durante a palestra realizada na tarde dessa quinta-feira, 10, numa das salas de atendimento da Clínica de Psicologia da Unit, os futuros profissionais psicólogos discutiram a questão da violência sexual com os convidados sob a ótica da conscientização, e não com base em princípios terapêuticos.

“A ideia é expandir as informações de como perceber o abusado e o abusador sob o olhar da Psicologia, para que tenhamos condições de intervir na família, nas pessoas envolvidas e na própria comunidade”, acrescenta Petrusca.

O acadêmico e um dos responsáveis pelo projeto Rodrigo Dillan José Santos Lima considera a oportunidade de discutir o tema com os convidados como de importância ímpar. “Esse é o momento em que entramos em contato com a prática, e a integração com os demais campos de atuação contribui bastante para o nosso aprendizado”, pondera.

“Vejo essa iniciativa como um grande cuidado por parte dos alunos, da clínica e da equipe em abordar o tema com profissionais que recebem diariamente todas essas demandas, uma vez que eles fazem encaminhamentos constantes aqui para a clínica”, opina a assistente social da Clínica de Psicologia e membro do Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente Sabrina Barbosa.

Compartilhe: