V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Educação e direitos humanos: um debate complexo e transformador

Movimentos históricos que causam exclusão, preconceito e violência pela ótica da educação permanente e voltada para direitos humanos

às 14h13
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
O professor doutor Cristiano Ferronato, coordenador do Programa de Pós-graduação em Educação (PPED).
Carla Jeane Helfemsteller Coelho Dornelles, organizadora do evento, docente da Unit e doutora em Educação.
Compartilhe:

Por que a educação em direitos humanos é tão importante? A resposta pode ser complexa. A exclusão e o preconceito revelam desigualdade, negação da alteridade e produzem violência. Em vista disso, a Universidade Tiradentes (Unit), por meio dos Programas de Pós-graduação em Educação (PPED) e Direitos Humanos (PPGD), promoveu um webinário para debater o tema.

Carla Jeane Helfemsteller Coelho Dornelles, organizadora do evento, docente da Unit e doutora em educação, traçou uma linha argumentativa baseada em movimentos históricos que ocasionaram violação dos direitos humanos.

“A violação da dignidade humana e a destruição do meio ambiente são, infelizmente, movimentos históricos em contextos liberais e, atualmente, neoliberais. As políticas neoliberais são, em si, excludentes, e se manifestam através do desenvolvimento de uma consciência fetichista, de sociedade de mercado, que subordina as relações entre pessoas à relação entre coisas”, explicou.

Dessa maneira, o debate torna-se relevante na área. Segundo o professor doutor Cristiano Ferronato, coordenador do PPED, a educação em direitos humanos possui as seguintes premissas: continuada e compreensiva voltada para a mudança.

Ele explica como as duas áreas estão interligadas. “A educação em direitos humanos parte de três pontos essenciais de natureza permanente, continuada e global, necessariamente voltada para a mudança e o reconhecimento de valores para atingir corações e mentes, e não somente a instrução meramente transmissora de conhecimentos”, declarou. 

A doutora Carla Jeane chamou a atenção para a necessidade da educação voltada para os direitos humanos. “Face ao momento atual, de perigosos retrocessos em meio aos avanços, face ao período de obscurantismo, fundamentalismo e negacionismo, a educação se torna imperiosa. A educação e a ciência são cada vez mais importantes. Mas não é qualquer educação, e sim um processo educativo que educa para os direitos humanos”, concluiu.  

O webinário acontece até quinta-feira, 30/09, pelo YouTube da Unit. Após a transmissão, todos os vídeos continuarão disponíveis.

 

Leia também: Violência: a importância de políticas públicas para proteção de mulheres

Compartilhe: