V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Egressa da Unit é aprovada em residência no Rio Grande do Norte

A egressa em Farmácia, Maria Ivalda Rodrigues Leite sempre quis fazer residência e foi aprovada no Programa em Atenção Básica.

às 11h15
A egressa do curso de Farmácia da Universidade Tiradentes (Unit), Maria Ivalda Rodrigues Leite.
A egressa do curso de Farmácia da Universidade Tiradentes (Unit), Maria Ivalda Rodrigues Leite.
Compartilhe:

A egressa do curso de Farmácia da Universidade Tiradentes (Unit), Maria Ivalda Rodrigues Leite, foi aprovada em residência multiprofissional, no Programa em Atenção Básica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, na cidade de Caicó (RN).

“Foi um momento de êxtase. Uma grande felicidade. Realmente não acreditei que eu estava sendo selecionada para uma residência. Foi um misto de sentimentos, medo do novo, uma alegria sem tamanho, chorei bastante de tanta felicidade e gratidão a Deus”, relembra a farmacêutica.

Segundo Maria Ivalda, ela sempre teve vontade de fazer uma residência para aprofundar conhecimentos. “O interesse veio a partir da oportunidade de conhecer uma área que não tive tanto contato na graduação, e principalmente por ser uma residência que é modelo para outras na mesma área, julguei ser uma oportunidade ótima para realizar esse sonho da pós-graduação na modalidade de residência multiprofissional”, conta.

“Decidi o programa de Residência Multiprofissional na área da Atenção Básica por querer saber como é a atuação do farmacêutico no Sistema Único Saúde (SUS), trabalhar em um ambiente em que pudesse desenvolver mais as habilidades aprendidas na graduação, e que me proporcionasse uma bagagem acadêmica e de experiência profissional de grande excelência”, acrescenta a egressa.

Ainda na graduação, ela participou de Iniciação Científica, grupos de pesquisa e liga acadêmica, tendo a oportunidade de se envolver em debates e produzir trabalhos científicos. “Sempre procurei estar engajada nas atividades que a universidade proporcionava e isso com certeza foi algo que ampliou os horizontes da minha profissão e que ajudaram no processo seletivo para a residência”, afirma.

Para ela, estudar na Unit foi essencial. “Considero a minha formação pela Universidade Tiradentes ótima, pois me proporcionou inúmeras oportunidades as quais me levam a ser a profissional que sou hoje em dia, a base curricular pode me preparar para trabalhar em diversas áreas de atuação da minha profissão”, ressalta Maria Ivalda.

Além de que a minha formação foi estimulada ao pensamento ‘fora da caixinha’, sempre com um olhar crítico, resolutivo, embasado teoricamente e que tivesse o paciente/usuário no centro do cuidado”, conclui.

 

Leia também: Fitoterápicos têm proporcionado conhecimento à população

Compartilhe: