V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Egresso em Direito desperta para o conhecimento na Iniciação Científica

Com o conhecimento adquirido a partir da Iniciação Científica, Henrique Araújo, produz artigos e trabalhos com destaque internacional.

às 11h34
O egresso em Direito do campus Itabaiana, da Universidade Tiradentes (Unit), Henrique Araújo.
O egresso em Direito do campus Itabaiana, da Universidade Tiradentes (Unit), Henrique Araújo.
Compartilhe:

Para o egresso em Direito do campus Itabaiana, da Universidade Tiradentes (Unit), Henrique Araújo, o campo da ciência e da pesquisa era desconhecido. Quando entrou na graduação, teve o incentivo de uma professora e logo conheceu a Iniciação Científica (IC), um instrumento que permite introduzir universitários potencialmente mais promissores na pesquisa. Isso o tornou adepto do estilo lifelong learner, ou seja, eterno aprendiz.

Participar da IC influenciou toda a sua trajetória acadêmica do até então, novato na universidade. “O interesse pela pesquisa surgiu a partir da instigação por parte de minha eterna professora de ciência política, Dra. Silvânia Santana Costa, ainda no primeiro semestre, a qual posteriormente me orientou no programa de IC. Durante as aulas, ela sempre fomentava a reflexão a partir de verdadeiros clássicos da história, política, filosofia e Direito”, relembra.

“Tomei gosto pela pesquisa e continuei a produzir artigos, capítulo de livro, tive publicações e trabalhos apresentados em eventos internacionais e dei aula de reforço no programa de monitoria em direito constitucional. Ao final da graduação, não tive maiores dificuldades com o TCC e, assim, pude vê-lo publicado numa revista jurídica bem conceituada, do programa de mestrado da UFBA. As aprovações em processos seletivos e no exame da OAB vieram por consequência”, conta.

Para Henrique, a Unit foi essencial para  seu desenvolvimento acadêmico. “Desde cedo contamos com disciplinas voltadas especificamente para a pesquisa e extensão, programas de bolsas para todos os níveis de pesquisadores, com destaque especial aos programas de IC, que possuem acompanhamento atento da equipe de pesquisa e extensão, além de orientação individual, que faz toda diferença. O aluno dispõe das ferramentas necessárias ao seu crescimento intelectual. A Unit materializa um local no qual a preocupação com a formação sólida do aluno é levada a sério”, afirma.

“A universidade conta com eventos próprios em todos os campi para fomento da exposição da produção dos alunos, um sistema integrado de bibliotecas riquíssimo e extremamente acessível, além de estímulo frequente à participação em eventos de caráter nacional e internacional. Contamos também com programa de monitoria, no qual ficamos bem mais próximos dos bastidores da vida docente. A experiência obtida é verdadeiramente completa”, acrescenta Henrique.

Aos novos universitários, ele dá algumas dicas. “A vida de calouro não é fácil. Tudo é novidade. A experiência universitária pode ser muito mais que sobreviver às avaliações bimestrais e sou grato por ter tido essa oportunidade logo cedo. Aliás, passei a encarar as próprias avaliações de uma forma diferente e mais leve, as notas aumentaram quando parei de ficar ‘bitolado’ e me preocupar com o que realmente importa: obter conhecimento. O crescimento vai muito além de algumas linhas a mais no currículo e alguns certificados”, acredita.

“Nunca imaginei que conseguiria expor algo minimamente técnico em público, diante de outros estudiosos do assunto, muito menos escrever algo nesse patamar. São tantos eventos de apresentação e textos para escrever que quando menos imaginei estava conseguindo superar esses entraves e passei inclusive a dar aulas e escrever para milhões de pessoas. Nada resiste à força do hábito. Apaixonei-me pela docência”, conta o egresso.

“Decidi criar um blog que conta hoje com mais de 12 milhões de acessos, além do maior grupo nas redes sociais da área jurídica, contando com mais de 195 mil membros. Isso me possibilitou trocar experiências com universitários do Brasil inteiro, sanar e tirar dúvidas, e alimentar esse sentimento de partilha. Tive acesso aos autores dos livros que eu lia, ganhando até mesmo edições de alguns em agradecimento. O sentimento é de dívida com a comunidade depois de tanto apoio e crescimento proporcionados na graduação e, principalmente, pela pesquisa e extensão”, 

A influência da IC na vida do egresso foi tão grande que ele aderiu ao estilo lifelong learner, que visa a busca contínua do conhecimento. “Pretendo continuar a buscar aprimoramento contínuo para o sempre melhorar o exercício da prática enquanto profissional como, também, para melhor transmitir os conhecimentos adquiridos. O mestrado está entre meus objetivos, pois almejo um dia ser Professor universitário e, quem sabe, proporcionar aos meus alunos ao menos 1% daquilo que gentilmente me foi proporcionado”, conclui o egresso.

 

Leia também: Iniciação Científica: estudante participa de projeto sobre fauna flebotomínica

Compartilhe: