V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Egressos de Arquitetura são aprovados em Mestrado na Bahia

Mestrado em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos seleciona três ex-alunos da Universidade Tiradentes.

às 15h10
Os egressos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Tiradentes, Maíra Lino, Marisa Novaes e Reginaldo Neto obtiveram uma grande conquista. Após finalizarem a graduação, foram aprovados no Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos da Universidade Federal da Bahia.
Professora Vivianne Oliveira (ao centro) com os egressos Marisa Novaes e Reginaldo Neto durante visita orientada
Professora Vivianne Oliveira (ao centro) com os egressos Marisa Novaes e Reginaldo Neto durante visita orientada
Reginaldo Neto durante visita orientada
Maíra Lino também foi aprovada no Mestrado
Compartilhe:

A professora Pedrianne Barbosa, coordenadora do curso, afirma que a seleção é reflexo do empenho dos alunos e professores no desenvolvimento dos Trabalhos Finais de Graduação. “Para nós é uma grande satisfação ter três ex-alunos aprovados nesta especialização. Isto prova que o corpo docente conseguiu despertar o interesse pela questão do patrimônio histórico”, garante.

De acordo com a professora Viviane Oliveira, a última vez que um profissional sergipano concluiu esta especialização foi no ano de 2008. “Acredito que este é o início de um belíssimo trabalho para os nossos alunos. Os aprovados despertaram o interesse sobre o tema por meio das disciplinas onde foram abordadas as possibilidades de estudos na área. O resultado traduz uma grande importância para a valorização do patrimônio em Sergipe”, afirma a docente que ministra aulas nas disciplinas Técnicas Retrospectivas e Projeto de Arquitetura e Urbanismo VI.

As matérias tratam da teoria da conservação e restauração além de projetos de intervenção em monumentos e sítios históricos. “Apesar de serem disciplinas densas de conteúdos teóricos procuro abordar uma metodologia que aproxima o aluno da nossa realidade. Aproveito que nosso estado possui dois sítios históricos e vários monumentos protegidos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional para aulas práticas por meio de visitas orientadas. Além disso, utilizamos alguns sítios e monumentos como objeto de estudo para projetos de intervenção”, explica a professora.

Maíra Lino revelou que as disciplinas despertaram o desejo de um conhecimento mais aprofundado sobre as teorias, técnicas de restauração e a necessidade de uma maior capacitação para unir a teoria com a prática. “A Universidade Tiradentes me proporcionou uma formação de ótima qualidade. Durante a graduação, o corpo docente foi essencial na minha formação incentivando o auto aprendizado e, principalmente o estímulo à pesquisa nas áreas de maior identificação”, confessa.

A egressa Marisa Novaes também enfatizou o estímulo do corpo docente e a importante qualificação profissional. “Foi uma formação bastante gratificante. Com certeza foi fundamental para a minha aprovação. Uma oportunidade de conhecer a área e o incentivo para participar da seleção”, ressalta.

Para Reginaldo Neto, estudar na Unit foi fundamental por proporcionar uma formação de qualidade, além de ensinar a importância da educação patrimonial. “Sempre almejei esta profissão e vejo que fiz a escolha certa. A Unit possui uma ótima estrutura física e educacional. O ingresso na vida acadêmica fez aumentar o interesse pela área de conservação e restauração que surgiu da minha vivência na minha terra natal, Santo Amaro das Brotas”, declara.

Compartilhe: