V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Estudante de Medicina da Unit participa de assembleia IFMSA Brazil

A estudante Vitória Dias dos Santos representou a IFMSA Brazil Unit como presidente local em evento com mais de 250 futuros médicos.

às 13h00
A presidente local IFMSA Brazil Unit, Vitória Dias dos Santos.
A presidente local IFMSA Brazil Unit, Vitória Dias dos Santos.
Mais de 250 estiveram na 57ª Assembleia Geral da IFMSA.
Compartilhe:

A aluna do curso de Medicina da Universidade Tiradentes (Unit), Vitória Dias dos Santos, participou da 57ª Assembleia Geral da IFMSA, como presidente local da organização, entre os dias 12 e 16 de outubro, em João Pessoa-PB. O encontro semestral reuniu mais de 250 estudantes de Medicina do Brasil. A International Federation of Medical Students Associations (IFMSA) está presente em mais de 130 países, entre eles o Brasil, onde tem mais de 8 mil estudantes filiados.

“Durante esse encontro tivemos sessões, treinamentos e plenárias, além de atividades sociais. Ademais, é um momento de deliberação muito importante, visto que nas plenárias, são tomadas decisões referentes ao Regimento Geral da IFMSA Brazil, que deve ser seguido por todos os comitês no Brasil. Nessa última Assembleia Geral, o comitê da Unit obteve três atividades aprovadas para o Activities Presentation, além de uma aprovação para apresentação de stand sobre o funcionamento do comitê local, cultura e atuação universitária”, diz a estudante.

Enquanto presidente local IFMSA Brazil Unit, Vitória é a representante responsável pela participação nas sessões de presidências e nas plenárias de votação das moções do regimento, além de representar o comitê local e a universidade.

“Ser parte da IFMSA Brazil traz benefícios tanto acadêmicos quanto pessoais. A nível acadêmico, a federação proporciona a oportunidade de obter certificação internacional da coordenação de ações, participação de eventos e publicações de pesquisa científica, além de mais acesso aos intercâmbios nacionais e internacionais, e do networking criado. Em termos pessoais, a IFMSA possibilita crescer enquanto pessoas, amadurecimento e laços de amizade”, conta Vitória.

“A federação torna-se uma família com o passar do tempo, aprendizados e trabalhos em grupo, contato com a comunidade e ajudar as pessoas, observar como nossas ações geram impacto gigante. A federação carrega o lema ‘estudantes de medicina que fazem a diferença’ e nada poderia resumir melhor a importância em nossa formação”, acrescenta.

IFMSA Brasil

A International Federation of Medical Students Associations (IFMSA) é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, suprapartidária, organizada e gerida por trabalho voluntário, sendo considerada a maior organização estudantil do mundo, presente em mais de 130 países com mais de 1,5 milhão de estudantes filiados. Buscamos a luta por saúde global e humanitária, com parceiros em todo o mundo, como a Organização das Nações Unidas e no Brasil, temos uma cadeira no Conselho Federal de Medicina. 

“A IFMSA Brazil é responsável por atividades que se dividem nos eixos de saúde pública, educação médica, educação sexual, direitos humanos e paz, publicação e pesquisa, além dos intercâmbios nacionais e internacionais. Buscamos unir diversos cursos, incluindo odontologia e direito, apesar da federação ser exclusiva de estudantes de medicina, nossas ações são abrangentes e multidisciplinares”, explica a presidente local.

Ações

A missão da IFMSA Brazil é promover impacto positivo na sociedade por meio de diversas ações. “No que tange às atividades, temos ações dentro e fora da universidade, desde mutirões de saúde, a exemplo do mutirão de combate ao câncer de mama; ao projeto Bem Ver, que acontece semanalmente no que tange uma triagem visual das crianças de escolas públicas de Aracaju com a doação de óculos para as que apresentam alteração visual; ao Hospital do Ursinho em parceria com o Grupo de Apoio a Crianças com Câncer (GACC) com o objetivo de diminuir o medo que as crianças têm do profissional médico; até aulas, minicursos e simpósios”, elenca.

A organização local mantém também parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Educação e Sociedade Médica de Sergipe (Somese), entre outros. Além disso, conta com intercâmbios nacionais e internacionais para países de todos os continentes.

“Outrossim, destaca-se o nosso mais recente projeto, a criação do Grupo de Pesquisa em Doenças Crônicas Não Transmissíveis em parceria com o Laboratório de Biociências da Motricidade Humana (LABIMH), com cerca de 23 alunos filiados e não-filiados desenvolvendo artigos para iniciação científica, publicações em revistas e congressos”, diz a presidente da IFMSA Brazil Unit.

IFMSA Brazil Unit

“Entrei na IFMSA em 2021, no primeiro semestre. Já havia tentado o processo de filiação antes e não fui aprovada. Apenas na segunda tentativa, no terceiro período da faculdade, me tornei coordenadora local, e em seis meses me tornei vice-presidente local para assuntos internos. Com um mês atuando renunciei e me candidatei a presidente local. Nossas eleições se dão por meio de uma carta de incentivo mostrando o histórico, motivação e planejamento para o cargo, por fim temos uma apresentação da candidatura em reunião ordinária, onde todos os coordenadores locais votam, fui eleita em fevereiro de 2022 com mais de 90% dos votos”, conta Vitória.

Atualmente na IFMSA Brazil Unit, são 38 coordenadores locais, sete são diretores locais. Além destes, possui 19 trainees em processo de filiação. A expectativa é que até o final de 2022, a organização alcance 48 filiados. No Brasil, 230 escolas médicas são atuantes na IFMSA Brazil como comitês locais, com mais de 8 mil estudantes filiados.

 

Leia também: Campus Estância inaugura novo bloco de saúde

Compartilhe: