V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Estudantes e egressos da Unit estão entre os melhores do Prêmio Setransp

Os três primeiros colocados na categoria Vídeo Reportagem são egressos da Unit e o 1º lugar em Reportagem Laboratório ficou com estudantes do curso.

às 19h32
O estudante vencedor da categoria Reportagem Laboratório, Antonio Cardoso.
O estudante vencedor da categoria Reportagem Laboratório, Antonio Cardoso.
O jornalista Rafael Reis de Carvalho, levou o 3º lugar na categoria Vídeo Reportagem.
Compartilhe:

Alunos e egressos da Universidade Tiradentes (Unit) emplacaram o pódio de mais um Prêmio Setransp de Jornalismo. Um dos trabalhos premiados na 10ª edição foi produzido por estudantes do 8º período do curso de Jornalismo para o jornal laboratório Notícias em 10 e ficou em primeiro lugar na categoria Reportagem Laboratório Mídias acadêmicas ou Oficiais.

Para o estudante vencedor, Antônio Cardoso, produzir a reportagem ‘Ônibus articulados aliados à sustentabilidade’ foi uma montanha russa de sentimentos e correções para que o conteúdo alcançasse o prêmio. “Quando bolamos a ideia, já chegamos para a professora Juliana Almeida com a reportagem praticamente pronta, mas tivemos que refazer tudo e não dava para ter sido diferente mesmo. O resultado está aí, ganhamos e graças a esses ajustes da professora”, disse. 

A ideia de inscrever a reportagem para o prêmio partiu do aluno Micael Brandão, integrante do grupo. E receber a notícia de que a reportagem havia sido premiada em primeiro lugar aconteceu no melhor momento da vida deles. “Estamos chegando no final da graduação e ganhar esse prêmio ao lado dos meus amigos, que me acompanharam desde o início, foi perfeito. Se eu fosse roteirista da minha vida, não dava pra pensar em um desfecho melhor”, concluiu Antônio.

Na categoria Vídeo Reportagem – Mídia Televisiva ou Online, os três primeiros lugares foram para egressos da Unit. O jornalista Rafael Reis de Carvalho, levou o 3º lugar com a reportagem ‘Os desafios do transporte público na pandemia’. “O maior desafio foi desenvolver uma reportagem sobre um dos serviços essenciais que mais tiveram dificuldade para cumprir as medidas de segurança na pandemia e, ao mesmo tempo, pensar na matéria como candidata ao prêmio realizado pelo sindicato que representa as empresas de ônibus, o Setransp. Mostramos a lotação nos coletivos e o desafio das empresas de continuar prestando o serviço contando com a conscientização dos usuários do transporte público. Mas focamos também na crise que o setor passa no país, agravada na pandemia. O transporte público sofreu queda no número de usuários (uma parte não volta mais, pois ou buscou uma outra forma de transporte ou perdeu o emprego) e teve que manter a quantidade de ônibus em circulação”, contou.

Rafael também conquistou o prêmio de 2º lugar na categoria Reportagem Especial. “Saber que fomos premiados nas duas categorias foi entender que a importância do nosso jornalismo estava sendo reconhecida em um prêmio que tem credibilidade, critério e é o mais consolidado no Estado quando se fala em premiação do jornalismo. Foi ter a sensação de que desenvolvemos um trabalho também fundamental nesse período tão difícil”, enfatizou.

Outras premiações

Na categoria Vídeo Reportagem – Mídia televisiva ou online, a egressa Michelle Almeida Reis Bandeira de Melo levou o prêmio de 2º lugar. Ela contou que a reportagem ‘Adaptação do sistema de transporte coletivo por causa da pandemia do novo Coronavírus’ foi feita logo após a notificação do primeiro caso de covid19 em Aracaju. “Era urgente, necessário e essencial mostrar como um dos ambientes mais propícios para o contágio estava se adaptando ao momento. O setor foi impactado com menos gente circulando. Mas ainda sim os profissionais do transporte estavam se arriscando e precisavam de proteção. Então mostrar essa adaptação, e cobrar que ela fosse feita em todos os veículos, foi fundamental. Foi emocionante ver que uma reportagem objetiva, simples, mas bem construída, cumpriu a sua meta: informou com qualidade. É uma honra ter nosso trabalho reconhecido”, disse.

Na categoria Melhores fotos – Mídia impressa ou online o prêmio de 2º lugar coube a egressa Luzia Santos Teles; em Reportagem Especial – Todas as mídias, exceto melhores fotos e melhores imagens de vídeo – é da egressa Fernanda Araujo Costa Oliveira, 1º lugar, que também conquistou a 1º colocação na categoria Texto Reportagem – Mídia impressa. Também no 2º lugar recebeu o prêmio na categoria Reportagem Laboratório Mídias acadêmicas ou oficiais, o egresso Paulo César Santana das Virgens. Por fim, a egressa Maristela Niz recebeu o 1º lugar na categoria Vídeo Reportagem – Mídia televisiva ou online.

O Prêmio Setransp de Jornalismo – Ano X foi transmitido ao vivo pelo Youtube.

 

*Texto atualizado em 05/01/2022 às 11h38

 

Leia também: Projetos de extensão: saldo positivo de atendimentos em 2021

Compartilhe: