V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Extensão nos currículos é diferencial para o mercado de trabalho

Alunos que participam de projetos ou cursos de extensão são vistos no mercado de trabalho como mais preparados e interessados em qualificação constante

às 11h30
Atuação dos estudantes em projetos de extensão podem render boa vantagem no currículo
Atuação dos estudantes em projetos de extensão podem render boa vantagem no currículo
Compartilhe:

Um dos pontos positivos na “curricularização da extensão”, que é a inclusão de projetos de extensão em 10% dos currículos dos cursos superiores em todo o país, é uma melhor preparação dos alunos para o mercado de trabalho. A atuação dos estudantes nestes projetos podem render ao futuro profissional uma boa vantagem em seus currículos, já que as empresas contam essa experiência com muitos pontos a favor, sobretudo no âmbito do conhecimento do estudante sobre as atividades da área e a capacidade de interação dele com o público. 

Em geral, recrutadores de empresas e agências de empregos ou estágios consideram que o aluno com experiência em projetos de extensão é mais dedicado ao trabalho, consegue aperfeiçoar melhor suas competências e habilidades, tem um maior entendimento sobre a dinâmica da profissão que escolheu e demonstra mais interesse na busca por novos conhecimentos e qualificação profissional constante. Outro ponto positivo é a formação antecipada do chamado “networking”, uma rede de contatos profissionais, os quais já atuam há mais tempo no mercado e podem viabilizar futuras oportunidades de trabalho, negócios ou parcerias. 

Esse fator é levado em conta na reformulação dos desenhos curriculares dos cursos, processo que está em curso com base na resolução nº 7/2018 do Conselho Nacional de Educação (CNE). Ela determina que, até 2022, as cargas horárias dos cursos superiores em todas as instituições sejam adaptadas para incluir disciplinas relacionadas a atividades de extensão. 

O Grupo Tiradentes já adaptou os desenhos curriculares de todas as suas instituições de ensino, que terão, a partir do segundo semestre deste ano, a primeira experiência com disciplinas inseridas nos projetos de extensão. Os cursos das instituições do Grupo já são moldados na tríade ensino, pesquisa e extensão, que garante mais qualidade do ensino superior e une conhecimentos teóricos, práticos e técnicos para uma formação completa e contextualizada. 

Esse trabalho é realizado pelos mais de 20 projetos de extensão desenvolvidos com a participação de professores e estudantes nos estados de Sergipe, Alagoas e Pernambuco, além dos cursos de extensão de curta duração que são desenvolvidos em parceria com instituições governamentais e da sociedade civil. Dessa forma, o aluno aprende os conteúdos de forma aplicada e já entra no mercado de trabalho com alguma experiência, desenvolvendo o padrão comportamental esperado nas empresas e uma formação cidadã no trabalho junto às comunidades locais.

Ascom | Grupo Tiradentes

 

Compartilhe: