V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Handebol feminino vai em busca de título inédito nos JUBs

Equipe disputa pela primeira vez a final da terceira divisão dos JUBs e atletas querem levar medalha inédita para Sergipe

às 00h09
Compartilhe:

Após perderem o primeiro jogo, o time feminino da Universidade Tiradentes da modalidade de handebol feminino se reergueu e disputará a final dos Jogos Universitários (JUBs) de 2022. A partida desta sexta-feira, 23, foi contra a UMJ e com o placar elástico de 33×18, as estudantes mostraram a qualidade técnica em quadra e jogam a final amanhã, 24, com a confiança lá em cima. 

Para o técnico Inácio Rodrigues, a vitória do grupo significa a superação das atletas. “O trabalho em equipe que essas meninas tiveram durante essa competição foi fundamental. Estamos muito focados para alcançar esse título inédito para o estado de Sergipe”.

Dentre as 11 meninas que fazem parte da equipe, a aluna do curso de direito na Unit, Beatriz Xavier, atribui o significado da vitória à persistência. “Ano passado não conseguimos nos classificar e esse ano conseguimos chegar a segunda divisão e disputar a final. É muito gratificante”. 

Neste ano, semelhante aos campeonatos de futebol nacional, os times no JUBs são separados em divisões, com acesso às séries mais altas e rebaixamento às divisões mais baixas. A primeira divisão e a segunda divisão contam com 8 times, cada, que são divididos em dois grupos. 

Os dois primeiros de cada grupo se classificam para a fase de mata-mata, em formato Olímpico. Os quatro não classificados disputam de 5º a 8º. Primeiro e segundo colocados das 2ª e 3ª divisões sobem. Os dois últimos da 1ª caem para a 2ª; enquanto sétimo e oitavo da 2ª são rebaixados para a 3ª divisão.

Já Ariadne Marghoti conta que o caminho até os JUBs não foi fácil, pois as atletas também disputaram as seletivas estaduais no começo do ano. “Chegar na final do JUBs é algo extraordinário e muito significativo para mim e para o grupo. Espero dar o meu melhor na final e trazer essa medalha para Sergipe”.

“Elas cresceram de acordo com as partidas e foram criando entrosamento entre elas. Por isso, acredito que elas vão dar o melhor em quadra nesta final amanhã”, completa Inácio. 

 

Leia mais: Basquete feminino da Unit chega à final invicta nos JUBs 2022

Compartilhe: