V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Live aborda relações sociais em tempos de pandemia

Na oportunidade, alunos e professores dos mais diversos cursos e de diferentes polos da universidade marcaram presença e participaram ativamente da live

às 20h42
Compartilhe:

Seguindo a programação do Labor Pedagógico, bate-papo que tem acontecido a cada quinze dias de maneira online, a pauta da terceira live de pedagogia, apresentada pelo mestre de cerimônia Jefferson Mesquita e pela professora e coordenadora do curso de pedagogia da Universidade Tiradentes (Unit), Helena Tavares de Souza, abordou a temática “O que muda nas relações sociais em tempos de pandemia”.

Na noite da última quinta-feira, 23, o primeiro convidado foi o Dr. José Carlos Santos, professor e membro do Núcleo Docente Estruturante do curso de pedagogia da Unit.

Foi ele que apresentou ao público e fez a mediação com a convidada principal da live, a professora e doutoranda da educação, na Unit, Soane Menezes, que também tem mestrado em educação pela Unit e atualmente trabalha como professora no curso de serviço social pela Faculdade São Luís de França, afiliada à Unit.

Na oportunidade, alunos e professores dos mais diversos cursos e de diferentes polos da universidade marcaram presença e participaram ativamente da live, enviando dúvidas e comentários ao vivo. A atividade, por ser feita de forma online, acaba possibilitando, também, a participação de pessoas que estão fora da universidade, democratizando a informação. Como bem disse a professora Helena logo no começo da apresentação.

“Hoje, o assunto é pra quem desejar. Vamos falar sobre algo que todos estamos vivendo e é de interesse de todos nós”, destacou, acrescentando que esses momentos estão servindo para construir, agregar e ampliar a nossa visão de mundo.

Isolamento

Soane fez uma breve retrospectiva dos últimos meses vividos pelo povo brasileiro, com as incertezas que passaram a surgir de acordo com a quarentena. Todas as mudanças que ocorreram no ambiente familiar: o intenso convívio, o home office, as relações pessoais, a rotina alterada, a adaptação dos espaços, filhos sem ir à escola, etc.


“A gente sabe que é um desafio enorme repensar essas atividades”, comentou a professora, destacando em seguida as mudanças que ocorreram repentinamente no nosso modo de viver, como a necessidade do uso de máscara, álcool gel e manutenção do distanciamento social pela população.

De acordo com a professora, medos, incertezas e desafios diversos são naturais neste momento. “Eu trago o pensamento de Edgar Morin, quando ele diz que as incertezas fazem parte da história humana e que viver é uma aventura”, afirmou a professora. “Precisamos sempre tentar trazer um olhar positivo para tudo isso”, disse.

Conquista


A grande conquista, destacou, é a libertação da ilusão de que somos capazes de definir nosso destino. “Quantos planos não foram feitos para 2020?”, questionou.


A professora então compartilhou experiências pessoais, vividas na pandemia e trouxe inúmeras reflexões ao público, sobre como dar novo sentido ao ano e às mudanças.

“Quando eu compreendo que não foi possível, e dou um novo sentido ao que não foi possível, isso é não desistir”, analisou. “Precisamos encontrar o princípio da esperança, da responsabilidade e da consciência”, continuou, explicando que cuidar de si é cuidar do outro e vice-versa.

Para acessar a Live, clique aqui.



Compartilhe: