V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Livro sobre história fotográfica de Sergipe é lançado com apoio da Unit

A obra comemora os 200 anos da Emancipação Política de Sergipe e traz registros fotográficos e histórias de fotógrafos sergipanos.

às 16h25
O livro foi organizado pela historiadora Sayonara Viana.
O livro foi organizado pela historiadora Sayonara Viana.
O lançamento aconteceu Universidade Tiradentes.
A historiadora Maria Lúcia contribuiu com pesquisas para o livro.
Compartilhe:

Nesta quinta-feira, 2, a historiadora e museóloga Sayonara Viana lançou o livro Retratos e Paisagens Afetivas de Sergipe. O lançamento aconteceu na Universidade Tiradentes (Unit), instituição que apoiou a publicação. A obra apresenta 120 imagens de Sergipe catalogadas e de autoria de fotógrafos que atuaram entre os anos de 1868 e 1968.

No livro também estão presentes artigos produzidos por pesquisadores e escritores sergipanos sobre a História da Fotografia em Sergipe, retratos e paisagens do estado. A produção é comemorativa aos 200 anos da Emancipação Política de Sergipe.

“Esse é um registro muito ligado à história cultural e social de Aracaju. Tanto retratos de personalidades, artistas, políticos e intelectuais como também das paisagens emblemáticas de Sergipe, a exemplo da Rua da Aurora. Foram 18 mil imagens escaneadas e catalogadas. Fizemos um trabalho de identificação das imagens. Todas elas possuem identificação. Geralmente, o fotógrafo usava um carimbo ou uma vinheta para identificar a autoria das imagens. E foi justamente esse recorte que fizemos: com as imagens que tivessem autoria”, contou Sayonara Viana.

Para a vice-reitora da Unit, Amélia Uchôa, o livro traz recordações de bons tempos. “Eu já conhecia Sayonara há anos e admirava o trabalho dela. Agora, ela está conosco fazendo um bom trabalho no resgate dessas histórias. Os parabéns são para ela porque conseguiu, além de tudo, trazer um lambe-lambe para o lançamento. Gente, o lambe-lambe era fantástico, que saudade! Foram boas épocas e boas recordações. A gente volta no tempo lendo um livro como esse”, declarou.

Uma das figuras retratadas na obra é o italiano João Firpo, que chegou ao Brasil no final do século 19. Quem registrou parte da vida dele foi a historiadora e pesquisadora da Unit, Maria Lúcia Marques Cruz e Silva. “Quando Sayonara perguntou o que tinha em Maruim sobre fotografia, a gente se dá conta da história do João Firpo, que vem da Itália e monta um estúdio de fotografia em Maruim. A gente descobre esse monstro sagrado da fotografia, eventos, personalidades, coisas de que não tínhamos conhecimento”, contou Maria Lúcia que estuda a história do município de Maruim há 40 anos e possui sete obras publicadas, além de outros trabalhos.

Outra personalidade homenageada no livro é o fotógrafo Lineu Lins. Para Iara Almeida, esposa dele, é motivo de gratidão ter um capítulo dedicado a ele. “Lineu é uma pessoa muito reconhecida na área de fotografia em Sergipe, foi um dos pioneiros também. Ele acompanhou a época do lambe-lambe. Ele vai ficar muito feliz quando eu chegar em casa e mostrar o livro para ele com a foto dele e com a contribuição dele”, disse.

Em 2015, a Unit adquiriu o acervo do fotógrafo, com mais de 500 mil imagens, que retratam a história e a evolução de Sergipe. Um projeto que é resultado de 50 anos de trabalho na fotografia. “Lineu passou o acervo para a Unit para ser eterno, para não se perder. Existe aqui no acervo a história de muitos personagens, de muitas pessoas”, comentou Iara.

A obra também será lançada em todas as cidades sergipanas citadas na obra: Maruim, Lagarto, Simão Dias, Itabaiana e São Cristóvão, com foco na comunidade estudantil. Também haverá distribuição para todas as bibliotecas nos 75 municípios sergipanos.

 

Leia também: Doutora em letras explica fenômeno de crianças portuguesas falando “brasileiro”

Compartilhe: