V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Mobilidade acadêmica proporciona oportunidades de estágios para estudantes estrangeiros

Marcelo Muñoz e Josué González, ambos da Universidad Católica de Santa María, em Arequipa, no Peru, estão na Universidade Tiradentes para desenvolver suas atividades na Clínica Odontológica da Unit

às 15h20
Compartilhe:

Com foco em ampliar oportunidades internacionais, a Universidade Tiradentes firma parcerias com diversas instituições de ensino do exterior. Por meio do Programa de Mobilidade Acadêmica, desenvolvido pelo setor de Relações Internacionais, estudantes de todo mundo podem cursar disciplinas na Unit ou acadêmicos da instituição de ensino estudam fora do país.

“O nosso propósito é inspirar as pessoas para que consigam ir além, ampliar seus horizontes. Esta oportunidade, de ter a prática além da teoria da sala de aula, é muito importante. A Unit tem buscado cada vez mais a internacionalização e trazer não somente experiências de quem vai para fora, mas para quem estar aqui ter o contato com diferentes culturas e diferentes pontos de vista”, declara a assessora de Relações Internacionais, Stephanie Donald.

Um desses convênios foi firmado com a Universidad Católica de Santa María, em Arequipa, no Peru. A parceria de reciprocidade oferta isenção de taxas, hospedagem e alimentação para o estudante da Unit que queira estudar na instituição de ensino e, para os estudantes vindos do Peru, a Universidade Tiradentes oferece a isenção de taxas e ajuda de custo durante o período do intercâmbio.   

Neste semestre, a Unit recebe Marcelo Muñoz e Josué González para estagiar no curso de Odontológia. “As oportunidades de alunos internacionais estarem na instituição de ensino para fazer estágios supervisionados vão além do desenvolvimento acadêmico, chegando ao desenvolvimento profissional”, salienta a assessora.

“A área odontológica é muito bem vista e requisitada fora do país. Esta mobilidade acadêmica proporciona uma rica experiência e troca de aprendizados tanto para os estudantes aqui da universidade quanto para os acadêmicos que vem de fora”, comenta a coordenadora do curso de Odontologia, professora Simone Guedes.

“A experiência tem sido muito boa e estou gostando muito da cidade. Sei da importância da Odontologia no Brasil, além de conhecer a cultura brasileira. Pensei que ia ter alguma barreira por causa da língua, mas já estou ambientalizado. É muito bonito quando você ajuda as pessoas para que eles se sintam melhor, é a melhor parte da odontologia. O intercâmbio tem sido uma experiência maravilhosa”, declara Marcelo Muñoz.

“Estou gostando muito da experiência, conheci novas pessoas. Além de aprender com o que existe de mais moderno na área odontológica, estou fazendo a mobilidade acadêmica para aperfeiçoar a língua portuguesa. Já sou fluente no inglês e quanto mais oportunidades com outros idiomas, abrem-se as portas para o mundo afora”, afirma Josué.

Compartilhe: