V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Núcleo de Práticas Jurídicas realiza ação junto ao GACC

Fruto de parceria, pais e responsáveis por crianças atendidas pelo GACC passam a contar com serviços do Núcleo de Práticas Jurídicas da Unit.

às 15h20
Compartilhe:

Pais e responsáveis legais das crianças assistidas pelo Grupo de Apoio a Crianças com Câncer (GACC) terão suas demandas jurídicas assistidas pelo Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da Universidade Tiradentes (Unit). Trata-se de parceria firmada com a entidade, oficializada de 26 a 28 de julho, quando a equipe do NPJ realizou a primeira intervenção.

Na ocasião, o coordenador operacional do NPJ, professor Jéffson Menezes, apresentou o Núcleo a 47 pais e mães de crianças pelo GACC, detalhando a maneira com que o NPJ pode orientá-los e prestar assistência jurídica, tanto em Aracaju como nas cidades de Itabaiana, Estância e Propriá, onde a Unit possui NPJ. O evento contou ainda com palestra das advogadas do NPJ, Drª Kelly Souza e Drª. Renata Cristina, que abordaram temas de Direito de Família, como alienação parental e pensão alimentícia.

“A parceria do NPJ com o GACC visa a realização de plantões jurídicos realizados por alunos do curso de Direito, supervisionados pelos professores, no próprio GACC, além da realização de eventos sobre os direitos humanos e fundamentais e como acessá-los”, detalha o professor Jéffson Menezes.

Para ele, a ideia do projeto é que o Núcleo passe a realizar plantões mensais no GACC com o intuito de melhor atender às demandas dos familiares das crianças assistidas pela entidade. “Recebemos com entusiasmo a possibilidade de levar o conhecimento sobre diversos direitos que fazem jus, além de estarmos diante de uma parceria que possibilitará o acesso à justiça destes pais de forma mais efetiva com a assistência jurídica gratuita”, reforça o coordenador do NPJ.  

A assistente social do GACC , Ana Elisa Alves, acredita que esse novo contato com a Unit, por meio do NPJ, é muito importante para o fortalecimento dos responsáveis pelas crianças assistidas pela entidade. “Nos três encontros que tivemos no mês de julho, percebemos que as mães tiveram outras dúvidas pertinentes também, para além das questões do Direito de Família. Só tivemos resultados positivos. Vamos marcar novos encontros para que elas possam conversar sobre seus assuntos pessoais, já que aqui trabalhamos com fortalecimento de vínculo familiar e comunitário. Queremos pais e mães cada vez mais informados sobre seus direitos, pois sabemos que ele muitas vezes não sabem”, avalia.

 

Leia mais:

Os resultados dos Núcleos de Práticas Jurídicas da Unit durante a pandemia

Compartilhe: