V E S T I B U L A R UNIT
MENU

O que é preciso para ser uma pessoa criativa?

Assim como qualquer competência, é possível praticar a criatividade. Sair da zona de conforto pode ser o caminho.

às 21h50
Compartilhe:

Você se considera uma pessoa criativa? Sabia que criatividade é uma habilidade que não está reservada somente para gênios e não está relacionada a grandes descobertas? De acordo com especialistas em recrutamento, o ser criativo reside no modo diferente de trabalhar as rotinas, o que permite ter outras perspectivas no momento de encarar e buscar soluções para um problema.

De acordo com a gerente do Unit Carreiras, área de Estágio e Emprego do Grupo Tiradentes, Janaína Machado, a criatividade é uma competência extremamente importante, principalmente no mundo líquido em que nós estamos vivendo.

“O mundo líquido é um mundo sem forma, é um mundo com novos problemas. Então, se nós estamos com problemas, precisamos utilizar a criatividade para resolver os problemas do mundo do trabalho, os desafios do século XXI”.

E nada mais atual do que a questão da pandemia, cita Janaína. “Nunca passamos por uma pandemia. Já que nós nunca passamos por isso, logo, não temos um livro dizendo as resoluções. Nós precisamos usar a criatividade para resolver os novos problemas.  Por isso que criatividade é uma competência extremamente quista hoje no mundo do trabalho, para que se possa utilizar novas formas de solucionar novos problemas e ter outros resultados”, pontua.

A gerente do Unit Carreiras ressalta ainda que ser criativo é trazer novos olhares, é olhar o problema de forma diferente.

“É o que nós falamos sair da caixa. Em vez de ter uma resolução óbvia, trazer outras resoluções para que esse olhar criativo traga novos resultados. As empresas estão querendo resultados diferentes dos que os que tinham, principalmente, pós-pandemia. Então, ser criativo é ter novos olhares, é abrir a mente, fazer novas conexões em prol de novas soluções”.

A criatividade como uma capacidade ligada à inovação pode ser desenvolvida e não faltam recursos, o importante é sair da zona de conforto.  

“Existem cursos de criatividade, o desenvolvimento da habilidade de criatividade pode ser feito também através de leitura, de cursos diferentes. O cérebro é como se fosse um músculo que a gente precisa desenvolver para que ele se aperfeiçoe. Então, todos nós somos criativos”, fala.

“Independentemente da área de atuação, a criatividade sempre estará presente. Trabalhar é resolver problemas, é trazer resultados, independente da área. Então, todos os segmentos precisam de um novo olhar, de uma nova forma de resolver processos e situações. Não é porque a pessoa trabalha na área de saúde e lida com protocolos, que será impossível ser criativo. O profissional, pode sim, olhar para aquele protocolo e ter a percepção como se adapta melhor à realidade. Isso já é um olhar criativo”, completa.

 

Leia também:

Qual a importância do empreendedorismo nas startups?

Compartilhe: