V E S T I B U L A R UNIT
MENU

PEP realiza aula inaugural sobre engenharia eletroquímica

A professora Dra. Cristina Saez participa da aula inaugural do PEP, além de orientar doutoranda do programa.

às 12h14
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
A professora Dra. Cristina Saez, da Universidad de Castilla-La Mancha, Espanha.
O encontro aconteceu pelo Google Meet, com a participação de mais de 50 participantes.
Compartilhe:

Na última quinta-feira, 26, o programa de Pós-graduação em Engenharia de Processos da Universidade Tiradentes (PEP/Unit) realizou a aula inaugural do primeiro semestre de 2022. O encontro aconteceu pelo Google Meet, com a participação de mais de 50 participantes para a palestra da professora Dra. Cristina Saez, da Universidad de Castilla-La Mancha, Espanha. 

Na ocasião, ela abordou o estudo: la ingeniería electroquímica ante el reto de la depuración de aguas (em tradução livre para o português: a engenharia eletroquímica enfrentando o desafio da purificação da água).

De acordo com o coordenador do programa, professor Dr. Giancarlo Richard Salazar Banda, a palestra foi uma oportunidade para os alunos conhecerem e interagirem com as pesquisas realizadas pela professora Dra. Cristina, tanto no aspecto técnico e científico quanto na área de empreendedorismo, relacionado à resolução de problemas de empresas.

“O nosso programa de pós-graduação possui pelo menos dois grupos de pesquisa que trabalham na área da aula inaugural. O Laboratório de Eletroquímica e Nanotecnologia e o Laboratório de Tratamento de Resíduos e Efluentes. Outros laboratórios também permeiam áreas afins, pois tratam do tratamento de águas contaminadas com compostos orgânicos usando outros processos não eletroquímicos, como fotocatálise e tratamentos biológicos. Isto significa que o tema da aula foi muito relevante para boa parte dos discentes do programa”, explica o professor.

“Além dos diversos estudos e conhecimentos que a professora Dra. apresentou na área de tratamento de águas contaminadas em escala de laboratório, ela mostrou também a aplicação prática destes conhecimentos e tecnologias na solução de problemas reais de algumas indústrias espanholas e até na África. Foi uma aula bastante abrangente e motivadora, no tocante ao despertar dos discentes a motivação para continuar trabalhando fortemente nas suas respectivas pesquisas, mesmo que em projetos mais fundamentais, pois é a partir destes conhecimentos e experiências geradas que se obtém a capacidade necessária para resolver problemas reais da sociedade”, acrescenta Banda.

Por meio de um convênio de dupla titulação entre a Unit e a Universidad de Castilla-La Mancha, a doutoranda do PEP/Unit, Aline Resende Doria, é orientada pela professora Dra. Cristina, juntamente com o professor Dr. Giancarlo e a professora Dra. Katlin Ivon Barrios Eguiluz. Entre os meses de setembro de 2021 e fevereiro de 2022, Aline esteve no Laboratório de Engenharia Eletroquímica e Ambiental da Universidade de Castilla-La Mancha, na Espanha.

“Consegui uma bolsa de doutorado sanduíche e pude trabalhar sob supervisão da Dra. Cristina por seis meses. O período de doutorado sanduíche me possibilitou também firmar um acordo de cotutela de tese. Trazê-la para uma palestra foi de extrema importância, pois trata-se de uma pesquisadora muito respeitada na área de eletroquímica ambiental. Além disso, ficou clara a importância da colaboração dos grupos de pesquisas brasileiro e espanhol, uma vez que as pesquisas se complementam e cada um assume as suas expertises”, afirma a doutoranda.

A colaboração entre os professores Dr. Giancarlo Richard Salazar Banda e Dra. Katlin Ivon Barrios Eguiluz com os professores Dra. Cristina Saez e Dr. Manuel Andrés Rodrigo se baseia na produção de diversos tipos de eletrodos pelo grupo brasileiro testados e aplicados pelo grupo espanhol.

 

Leia também: Doutoranda em Engenharia de Processos participará de projeto na Califórnia

Compartilhe: