V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Portas abertas para a internacionalização

Por meio do Programa de Saúde e Ambiente, pesquisador espanhol desenvolve tese de pós-doutoramento na Universidade Tiradentes

às 10h41
Até pouco tempo atrás, mais precisamente há 18 anos, a expectativa de vida dos brasileiros girava em torno dos 69 anos. Diversas pesquisas, mudanças de hábitos e a preocupação com a qualidade de vida podem ter contribuído para o aumento demográfico da população idosa no Brasil.
Compartilhe:

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, em 2030, o número de brasileiros acima dos 65 anos pode corresponder a 13,44% da população. Entre 2000 e 2030, a expectativa de vida chegará a quase 79 anos.

Conceitos sobre o envelhecimento associados à doença também estão ficando ultrapassados. Os idosos estão se cuidando mais e da melhor forma possível. Somado a isso, a importância de estudos sobre o envelhecimento com qualidade de vida tem sido extremamente relevante para esta nova realidade etária.

“Antes do nosso grupo iniciar sua atuação há 20 anos, o idoso era trabalhado por meio da dança, alongamento, atividades mais leves. Nós conseguimos mudar este paradigma e trouxemos o treinamento com força e intensidade. Somos pioneiros em descrever este tipo de treinamento para o idoso”, assegura o doutor em Educação Física, professor Estélio Dantas. O pesquisador é vinculado à Rede Internacional de Motricidade Humana, representando a Universidade Tiradentes e inserindo a IES entre 53 instituições de ensino de todo o mundo.

“O mundo está comprador de conhecimento para idosos. As pessoas querem saber por que estão vivendo mais e como fazer para viver mais e melhor. Qualquer dado interessante que enalteça como melhorar a expectativa e qualidade de vida, as pessoas estão interessadas”, acrescenta Estélio.

Pesquisas como a do professor Pablo Jorge Marcos, doutor em Ciências da Atividade Física e do Esporte, que chega a Aracaju para o desenvolvimento do pós-doutoramento. O projeto de promoção de atividade física, qualidade de vida, autonomia funcional e força com o idoso será desenvolvido com idosas que fazem parte do Programa de Assistência Integral à Melhor Idade – Paimi – da Unit. O pesquisador espanhol, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente da Unit, ficará em Sergipe durante quatro meses.

“Há evidências de pesquisas que se treinarmos a força de membros inferiores, vamos melhorar o equilíbrio e prevenir as quedas nos idosos e de membros superiores para melhorar a autonomia funcional. Por isso a nossa preocupação de trabalhar nesta linha”, observa Dr. Pablo.

“Trabalhar nesta pesquisa constituirá como uma oportunidade para fazer um comparativo do Brasil com a população espanhola devido às semelhanças existentes nas localidades. Com os resultados, será também desenvolvido um aplicativo móvel que servirá para treinadores de todo o mundo para avaliação física de forma rápida e com efetividade em nosso público-alvo, que é o idoso”, explica o professor Dr. Pablo.

Unit e a internacionalização

A oportunidade de realização do pós-doutoramento na Universidade Tiradentes veio por meio da bolsa José Castillejo do Ministério de Educação, Cultura e Esporte do governo espanhol, bolsa de maior valor e prestígio no país e no mundo. Para se ter uma ideia, esta é a primeira vez que a bolsa é concedida para uma universidade particular no Brasil. No país, existiam apenas três delas, uma para a Universidade de São Paulo – USP –, outra para a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ – e para a Universidade Estadual de Campinas – Unicamp.

“A Unit está se lançando em um processo de internacionalização e o desenvolvimento de projetos como este é muito importante para nós. Para concorrer a esta bolsa são avaliados o projeto, o pesquisador, o supervisor e a instituição de ensino. O projeto teve uma excelente nota e, com isso, insere a universidade Tiradentes entre as instituições de ensino mais importantes do mundo”, destaca o professor Dr. Estélio Dantas, supervisor do projeto, também vinculado ao PSA da Unit. Esta é a quinta convocatória em um total de 500 bolsas em todo o mundo.

Compartilhe: