V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Receitas caseiras para a pele realmente funcionam?

Professora especialista em fisioterapia dermatofuncional fala sobre os cuidados com determinados ingredientes e possíveis substituições.

às 11h35
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
A professora da Universidade Tiradentes (Unit), Larissa Cerqueira Cardoso Barreto.
Compartilhe:

A internet está cheia de receitas caseiras para tratamento e cuidados com a pele. A novidade mais recente viralizou no TikTok mostrando várias pessoas utilizando clorofila diretamente no rosto para acabar com as espinhas. Mas será que é possível obter os resultados esperados sem prejudicar a pele? Especialistas alertam que é preciso ter cuidado com a composição dessas receitas.

Para a especialista em fisioterapia dermatofuncional e professora da Universidade Tiradentes (Unit), Larissa Cerqueira Cardoso Barreto, receitas caseiras funcionam, mas é preciso ter cuidado com os ingredientes utilizados. “Devemos lembrar que alguns itens utilizados nestas receitas poderão não se adaptar a todos os tipos de pele, devido a sua composição”, disse.

Para fazer uma receita caseira, ela dá algumas recomendações. “Alguns ingredientes podem trazer danos à nossa pele se forem utilizados de forma inadequada, como o limão e o abacaxi, por exemplo, pois podem provocar manchas e irritações na pele devido à sua acidez. Deve-se também ter os cuidados necessários com relação ao manuseio destes ingredientes, utilizando sempre recipientes e acessórios bem higienizados para realizar o preparo das receitas”, orientou Larissa.

Outros itens muito usados para receitas de esfoliação caseira são o açúcar e o pó de café, mas a fisioterapeuta alerta que “estes produtos possuem grânulos muito grandes e irregulares, que podem causar arranhões na pele em vez de realizar uma esfoliação. Prefira utilizar opções mais leves, como a aveia ou o fubá, previamente hidratados em água ou com algum creme hidratante facial adequado para o seu tipo de pele. Desta forma, você conseguirá realizar a esfoliação, porém sem causar lesões ou irritações na pele”.

Para obter um resultado desejável e específico para cada tipo de pele, Larissa não dispensa o uso de produtos dermatologicamente testados. “Os dermatologicamente testados são produtos industrializados criados especificamente para tratamento das alterações da pele, proporcionando a garantia de que não causarão alergias ou irritações, diferentemente das receitas caseiras, sobre as quais não conseguimos ter este controle”, afirmou.

 

Leia também: Egresso é especialista em Direito Tributário em São Paulo

Conheça nosso curso de Estética e Cosmética

Compartilhe: