V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Rumo à Marte

A osteoporose vem sendo tema de pesquisa por profissionais que atuam em prol do desenvolvimento científico

às 18h22
Professor da Unit participa de Defesa de doutoramento em Portugal e avança nos estudos que contribuem para a chegada do homem ao planeta vermelho
Doutor Estélio, o primeiro da esquerda para a direita
Doutor Estélio, o primeiro da esquerda para a direita
Compartilhe:

O professor doutor Estélio Henrique Martin Dantas, Coordenador Adjunto do curso de Educação Física da Universidade Tiradentes, participou como orientador principal, no último dia 20, e como membro do júri das provas de doutoramento (defesa de tese), na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – UTAD, em Portugal.

O candidato, professor Cristiano Andrade Quintão Coelho Rocha, defendeu a tese ”Efeitos de um programa de treinamento concorrente na autonomia funcional, na capacidade funcional, na qualidade de vida e no metabolismo ósseo em idosas”, com pleno sucesso.

“Essa tese trata da osteoporose que é a desmineralização óssea que acontece nos idosos e também nos astronautas envolvidos nas missões espaciais de longa duração. Como esse tema é de grande interesse para a NASA, a comunidade científica internacional tem se dedicado muito a ele”, explica o docente da Unit, reconhecido internacionalmente pelo trabalho que realiza.

“Utilizamos nesse estudo um marcador bioquímico, a Deoxipiridinolina, que é inédito neste contexto, e abre interessantíssimas novas opções de pesquisa”, acrescenta o doutor Estélio, lembrando que vem orientando duas outras teses nessa mesma temática.

Seu interesse enquanto cientista e docente é contribuir com o esforço da ciência mundial para colocar o homem na órbita de Marte em 2030.

EDUCACAO_FISICA

Compartilhe: