V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Secretária de Saúde de Aracaju participa de aula inaugural do PSA

O Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente dá início às atividades com a secretária de saúde de Aracaju, Dra. Waneska Barboza.

às 20h22
A secretária, Waneska Barboza, apresenta os dados aos estudantes.
A secretária, Waneska Barboza, apresenta os dados aos estudantes.
A coordenadora do PSA, Dra Margarete Zanardo. Foto: André Moreira/Saúde
O aluno de doutorado, Galileu Santos.
A secretária de Saúde de Aracaju, Waneska Barboza.
Compartilhe:

Vigilância em Saúde e COVID-19: estratégias de monitoramento e controle em Aracaju foi o tema da aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente (PSA) da Universidade Tiradentes (Unit). Na oportunidade, a secretária de Saúde de Aracaju, Waneska Barboza, apresentou os dados colhidos pela equipe técnica da secretaria durante a pandemia de Covid-19.

Como o PSA promove diálogo com a sociedade e com a gestão pública, a ideia foi ampliar esse debate justamente com a representante máxima da Saúde no município. Para a secretária, trazer a realidade vivida dentro das instituições de saúde para dentro da universidade fortalece a relação entre sociedade e pesquisa. “Um dos focos da Secretaria de Saúde é trabalhar com ciência e obviamente que podemos ser a fonte de informações para os estudantes, pois temos números e dados que são colhidos através dos prontuários eletrônicos. Com isso, podemos contribuir para que a academia se utilize dessas informações e possam trazer pesquisas, projetos e propostas de políticas públicas que possam beneficiar a sociedade”, diz.  

Para a coordenadora do PSA, doutora Margarete Zanardo, as demandas sociais influenciam as pesquisas realizadas pelo Programa. “Tivemos trabalhos de levantamentos de dados, desenvolvidos pelos nossos alunos [de mestrado e doutorado], que foram sustentados com as informações disponibilizadas pela Secretaria. Um exemplo foi o estudo sobre como o exercício da profissão de médicos e enfermeiros estavam sendo impactados durante a pandemia. Na época, não era possível ir a campo, então os dados da Secretaria foram muito importantes para o desenvolvimento do estudo”, relata.

O aluno de doutorado, Galileu Santos, celebrou o retorno ao presencial pós-pandemia e a oportunidade de participar do momento, ouvindo sobre as ações realizadas pela Secretaria. “É emocionante retornar à universidade, um ambiente que nós estávamos com saudade de poder vivenciar atividades como esta, lado a lado dos nossos colegas e professores.  Foi emocionante ver que o planejamento de contingência, prevenção e vacinação realizado pela secretaria de saúde ajudaram para que estivéssemos aqui”, afirma o doutorando.

Unit na pandemia

A Universidade Tiradentes foi um ponto de vacinação estratégico em Aracaju durante a pandemia, imunizando mais de 65 mil pessoas. Para o Pró-Reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Unit, doutor Diego Menezes, receber a secretária Waneska Barboza na universidade reforça a importância do órgão para as atividades acadêmicas, em especial as realizadas para amenizar o impacto da pandemia da Covid-19.

“Dentre as atividades que a Unit apoiou desde o princípio da pandemia, esteve a doação de álcool em gel para órgãos públicos, bem como protetores faciais para profissionais de saúde. Além de termos sido um ponto fixo de vacinação aberto à sociedade, ultrapassando a marca de 65 mil pessoas imunizadas. Isso demonstra que a Universidade tem consciência de seu papel social e atua de forma a favorecer a segurança e a melhor qualidade de vida para as pessoas”, finaliza doutor Diego Menezes.

 

Leia também:
Pesquisadores do PSA publicam livro nos EUA

Compartilhe: